sexta-feira, julho 19, 2024
spot_img
HomeDestaqueAlunos do Ifes realizam pesquisas científicas em projeto da Fapes

Alunos do Ifes realizam pesquisas científicas em projeto da Fapes

O sonho de se tornar um cientista ou desenvolver na prática um estudo na área de interesse, ficou bem mais fácil de ser realizado para os 2 mil estudantes de ensino médio e de graduação que participam de um dos 150 Pic Júnior’s – Projetos de Iniciação Científica Júnior, financiado pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação (Fapes).

Publicidade

Espalhados por vários municípios do Espírito Santo, o Pic Júnior tem o objetivo de despertar nos estudantes de ensino médio a vontade de entrar para a universidade, e a continuação dos estudos pelos graduandos na pós-graduação.  “O acompanhamento da execução de cada Pic Junior é realizado periodicamente pela Fapes através de seminários de avaliação, proporcionando também um intercâmbio entre alunos e professores de outras escolas e faculdades”, destacou o diretor-presidente da Fapes, José Antônio Bof Buffon.

Publicidade

Nesta semana, a avaliação de resultados parciais e finais iniciou no Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) de Nova Venécia, em seguida na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) de São Mateus, e se encerra nesta sexta-feira, (20) na Faculdade Faceli, em Linhares. Na ocasião, os alunos de escolas públicas municipais e graduandos da Ufes e Ifes das regiões dos entornos, apresentam o andamento da pesquisa e o desempenho, com slides, protótipos, vídeos e banners, e trocam conhecimentos.

Funcionamento

Cada projeto conta com 14 participantes: um professor tutor, o coordenador do projeto, dois monitores estudantes de graduação da área estudada, e mais 10 alunos de ensino médio. A escolha dos alunos e monitores é feita pelo professor e coordenador do projeto através de processo seletivo.

Para realizar um Pic Júnior em alguma escola pública é preciso submeter em edital lançado pela Fapes. A previsão é de que abra um novo para este tema no próximo ano.

Projetos

Um dos projetos apresentados foi o do Centro Estadual Integrado de Educação Rural de Boa Esperança, que fez a comparação entre a agricultura convencional e a agroecologia. “Todos os alunos do projeto, de alguma forma são ligados à agricultura convencional. Aprendendo mais sobre a agroecologia, é possível mudar um pouco a forma como é feito o plantio”, destacou coordenador do projeto, Barbosa Da Silva Junior.

A paixão pela natureza fez Ane Gomes, 17, uma das alunas do projeto, querer se envolver na pesquisa.  “Eu sempre me interessei pelo meio ambiente, e por isso escolhi estudar na escola rural. e lá é uma escola que ensina a respeitar e a preservar o meio ambiente. Já aprendi muito sobre os solos, e todos os benefícios da agroecologia, o que está contribuindo para que eu possa definir um tema para o meu Trabalho de Conclusão e Curso”, contou a estudante.

Já os estudantes de técnico em mineração do Ifes de Nova Venécia, desenvolveram uma pesquisa que mapeia os lugares propícios para realização de construções no município, que conta atualmente com um crescimento desordenado. “Mapeamos exatamente os locais que possuem elevado índice de erosão e que por exemplo podem existir enchentes. Existem muitas residências em locais onde nada era para ser construído justamente porque não houve uma pesquisa prévia”, destacou o estudante Vitor Gabriel Angeli, 16 anos, que participa do projeto e cursa edificações no Ifes de Nova Venécia.

Para este projeto, os alunos tiveram que ir além, e aprenderam também a utilizar programar relacionado ao design gráfico e programação, para o desenvolvimento de mapas. “É uma pesquisa muito ampla, que conseguimos concluir através dos esforços do aluno. A ideia partiu pela observação, e já é uma área antiga minha de estudo. Precisamos passar isso para a população entender que nem todo local vale a pena construir, e assim possibilitar uma melhor qualidade de vida”, destacou o coordenador do projeto e também engenheiro agrimensor, Adilson Márcio Coelho.

Seminários

Os seminários são realizados pela Fapes periodicamente, e são realizados nas regiões de cada projeto. Os alunos do ensino médio, de graduação e professores também participam, e apresentam tudo o que já foi desenvolvido através de exposição, com isso ocorre também uma troca de experiências e conhecimentos entre os envolvidos.

Na região Norte, o último seminário ocorre nesta sexta-feira (20), à partir das 9 horas, na faculdade Faceli, em Linhares. Na próxima semana, irão ocorrer seminários na região Sul, em Alegre e Cachoeiro.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE