quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_img
HomeDestaqueCidadeAndré Fagundes destaca conquistas e obras na sede e no interior

André Fagundes destaca conquistas e obras na sede e no interior

O prefeito de Nova Venécia, André Fagundes, esteve na Rádio Notícia FM na última quarta-feira para dar boas notícias à população do Município.

Publicidade

Durante sua participação, André falou sobre premiações recebidas, obras, saúde, ação social, desenvolvimento econômico entre outros assuntos.

Publicidade

Entre os destaques, estão o recapeamento asfáltico da Avenida Antônio Daher, o asfaltamento da Rua Ernesto Ayres Farias, entregas de lotes, início da drenagem e pavimentação de parte do bairro Aeroporto e assinatura da ordem de serviço para reforma da antiga escola Pequeno Mundo. Confira:


Premiações
“A gente faz um trabalho muito importante no desenvolvimento econômico, e na área da ação social, também. Nós fomos premiados como a melhor Sala do Empreendedor, isso no primeiro ano de gestão, fizemos o projeto, apresentamos e o Sebrae entendeu que a melhor Sala do Estado era a nossa, pelo tempo que demora para abrir uma empresa aqui. Nova Venécia demorava meses, tinha que percorrer mais de 18 quilômetros dentro do Município, e agora é tudo dentro de um único local, é praticamente instantâneo, já saí de lá com o CNPJ e, assim, conseguimos atrair mais investimentos”.

“Há poucos dias, ficamos entre os cinco melhores municípios do Estado pela liberdade econômica, pela desburocratização e fomos premiados e convidados para uma visita internacional na Espanha e em Portugal, para ver algumas tecnologias de cidades smarts, então, vamos para a Europa conhecer e ver o que se enquadra no nosso Município para tentar fazer nossa cidade um pouco mais moderna, trazendo qualidade de vida para a população.

“Nós conseguimos legalizar e doar 23 áreas no Polo, serão mais 23 empresas que terão a titularidade daquelas áreas, podendo fazer novos financiamentos, novos investimentos, contratando mais mão de obra, gerando mais empregos no nosso Município”.

“Já na ação social, nós fomos premiados pelo Estado como o melhor município para a primeira infância, com as melhores práticas sociais e educativas aqui dentro de Nova Venécia. Esse reconhecimento foi pela Secretaria de Estado do Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social, e ficamos muito felizes pela política pública que a gente vem desenvolvendo”.


Ação Social
“Estamos desenvolvendo um programa muito forte, que é a questão da moradia, da habitação. Estamos concluindo 32 unidades habitacionais para doar para famílias em situação de vulnerabilidade, mas também estamos fazendo o maior número de regularização fundiária da história do nosso Município. Os bairros Aeroporto, Coqueiral, Rúbia, Diadema, locais que não tinham a titularidade, estamos conseguindo entregar a escritura, para que aquele morador seja, de fato, dono da sua própria casa e consiga vender, financiar, passar para o nome de um filho, não vai ficar apenas mais em recibo”.

“Foi aprovada recentemente, e agradeço à Câmara de Vereadores, a doação de 84 lotes no bairro Aeroporto para construção habitacional e nós pretendemos doar até o final do mandato, 270 lotes já com a regularização fundiária, para nossa população conseguir fazer a tão sonhada construção de sua casa própria”.

“Entre os critérios para conseguir o terreno, estão renda familiar de um salário e meio até cinco salários mínimos e prazo máximo para início das obras de seis meses. “Esse lote não sai via Decreto, como era antigamente, ele tem uma Lei Municipal do Reurb. O terreno vai como Projeto de Lei para a Câmara e sai nominal àquela pessoa. Tem que procurar a Secretaria de Ação Social, onde temos uma equipe com advogados e assistentes sociais, para fazer toda a entrevista, e sendo contemplado dentro dos critérios, enviamos o Projeto para a Câmara aprovar e conseguirmos fazer a doação, não vai ser aleatoriamente”.


Desenvolvimento econômico
O prefeito também falou durante a entrevista sobre projetos voltados para o desenvolvimento econômico do Município. “A gente está fazendo o projeto de desburocratização, exemplo: o Lions Clube foi construído um pouco fora do Centro da cidade, mas hoje, ele tem muitas casas em seu entorno, então, a poluição sonora já não permite mais em determinadas zonas urbanas. Temos algumas oficinas e serralherias próximas a algumas residências, e é barulho o dia inteiro, então, estamos liberando algumas áreas no Polo, para que essas empresas consigam se instalar e atender o que a Vigilância Sanitária, o Meio Ambiente e o Código de Posturas do Município permitem. Outro exemplo simples são os nossos códigos de Meio de Ambiente e de Posturas, você compra um lote de 250 m², tem que fazer vários recuos, ajustes, algo que já existe há mais de 10 anos, leis que precisam ser atualizadas. A Legislação do Município prende muito quem quer empreender e algumas atividades de baixo impacto, que não tem necessidade da emissão do alvará, mas sim de cumprir as exigências da Vigilância, nós estamos liberando para que ele apenas cumpra. Estamos mudando, já fizemos uma Audiência Pública, para que licença ambiental de dois anos, a gente consiga fazê-la valer por quatro anos, e a de quatro por seis, porque é muita demanda e com pouca equipe para fazer avaliação. Queremos desburocratizar, fazer com o que o nosso Município tenha um atrativo maior para as empresas se instalarem aqui e um dos principais investimentos é aquela obra do São Cristóvão, onde estão o Polo 1 e o Polo 2, um investimento de R$ 63 milhões para fazer a qualificação da entrada desses terrenos e a sua regularização, para que a empresa venha para cá, invista, gere emprego e Nova Venécia ganhe cada vez mais”.


“Mesmo com a diminuição da arrecadação do Município, diminuição do quantitativo populacional, a gente mantém os investimentos que a gente programou”

André Fagundes, prefeito de Nova Venécia

Obras no bairro São Cristóvão
“Para quem vem de São Gabriel da Palha para cá, já vê que foram feitos dois gabiões, que é aquele muro de arrimo de pedra amarroada, já feita parte da drenagem, e eu acredito que até dezembro, mesmo com algumas chuvas, devemos concluir essa parte, que corresponde há cerca de 70% do tempo da obra, é muita escavação, muita manilha, e você não vê a obra evoluindo. A partir daí, já vem a terraplanagem e começa o asfalto, mas os trabalhos estão de vento em polpa, a empresa está produzindo e a gente cobra cada vez mais celeridade”.


Asfaltos no Município
“Eu fico muito feliz com o planejamento que a gente fez. Mesmo com a diminuição da arrecadação do Município, diminuição do quantitativo populacional, a gente mantém os investimentos que a gente programou. Nas ruas Barão dos Aymorés e Eleosipio Rodrigues Cunha, no bairro Rúbia, fizemos faixas elevadas e a nossa pretensão é asfaltá-las, nós já iríamos fazer isso agora, mas quando observamos o bairro Bela Vista, que está em uma situação bem mais degradante, temos que usar o bom senso, e já está cravado, se não tiver chuva, nos próximos dias começa o asfalto na Avenida Antônio Daher e na Rua Ernesto Ayres Farias, emendando lá no asfalto do Caminhos do Campo, é asfalto novo chegando”.


Bairro Aeroporto
“Uma outra boa notícia é que a drenagem e pavimentação do bairro Aeroporto comecem já nesta semana. Já chegaram os materiais e a previsão é que as escavações se iniciem nos próximos dias, obra com recursos próprios do Município na ordem de R$ 10 milhões”.


Ações no interior
“Nosso Município, todo mundo sabe, é geograficamente muito grande, mas temos feito melhorias importantes nas estradas vicinais, como quem vai para Água Preta, aqui pela estrada da antiga Granasa, nunca foi feito um trabalho daquele jeito ali, com reabertura e cascalhamento. As vicinais, onde precisam fazer bueiros, estamos contemplando, não conseguimos atender nossos quase quatro mil produtores em tempo hábil, mas atendemos a maioria deles, nos doando ao máximo para garantir infraestrutura para a zona rural”.


Asfalto do Patrimônio da Penha ao Quinze
“É realidade do nosso mandato, em parceria com o Governo do Estado. A empresa já está instalando o canteiro de obras, terminando a topografia, e em breve, quem for para aquela região vai conseguir chegar lá com asfalto de qualidade”.


Saúde
“Já demos a ordem de serviço para a unidade de saúde do bairro Iolanda, já está pronto para bater a laje, mas antes, alugamos uma residência para começar os atendimentos o quanto antes e os usuários não precisarem irem ao bairro Bonfim. Demos ordem de serviço em Cristalina, vai ser uma unidade de saúde padrão SESA, com energia solar. Já demos ordem de serviços e, em breve, vamos mexer no terreno para a nova unidade de saúde em Água Limpa. Conseguimos pediatra todos os dias na unidade central de saúde, todos os dias no Hospital São Marcos, com exceção do período noturno, temos ortopedia todos os dias no Hospital São Marcos e só encaminha para fora o que é cirurgia. Fizemos a Clínica Municipal de Especialidades, com especialidades diárias na unidade central de saúde, com oftalmologia, ginecologia, buscamos vascular, neurologia, mas sabemos que com a demanda apresentada, não conseguimos atender todos em tempo hábil, mas buscamos melhorar cada vez mais. Não esqueci da hemodiálise, é um desejo nosso, uma necessidade, e eu vou trabalhar diuturnamente para trazer esse serviço para o nosso Município”.


Hospital São Marcos
“Sabemos que o Hospital São Marcos é filantrópico e tem uma administração que não é da Prefeitura, a gente repassa o dinheiro para serem feitas as contratações de médicos. Hoje, lá tem pediatra, ortopedista, anestesista, obstetrícia e dois clínicos todos os dias, e a gente faz uma contrapartida, desde a produtividade do repasse, que gira em torno de R$ 600 mil a R$ 700 mil por mês, exceto convênio e particular, que é o Hospital que administra. Quero deixar claro que somos parceiros, repassamos o dinheiro para o Hospital, mas quem administra este recurso e garante o atendimento é a instituição São Camilo. Não temos governabilidade sobre a administração do Hospital, a gente faz o repasse e compra o serviço”.


Escola Cívico-Militar
“Já concluímos a licitação, já assinamos o contrato e esperamos para esse mês ainda, dar a ordem de serviço lá no antigo Pequeno Mundo, uma obra de R$ 10 milhões, em parceria com o Governo do Estado, para fazer nossa tão sonhada Escola Cívico-Militar. O Governo Federal não tem mais o programa, mas o Município e o Estado têm a liberdade de continuar essas atividades e aqui, se Deus quiser, vamos conseguir reformar a escola e implantar essa metodologia que é pedido por diversos munícipes”.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE