quarta-feira, fevereiro 28, 2024
spot_img
HomeBrasilAtaque a tiros em escola em São Paulo mata uma e deixa...

Ataque a tiros em escola em São Paulo mata uma e deixa duas estudantes feridas

Caso ocorreu na manhã desta segunda-feira (23)

*Nara Lacerda / Brasil de Fato

Publicidade

Um adolescente abriu fogo contra colegas em uma escola na Zona Leste da capital paulista e matou uma jovem. Outras duas pessoas ficaram feridas no tiroteio, todas mulheres, segundo o portal UOL. O autor dos disparos foi apreendido com a arma usada no ataque.

Publicidade

Segundo informações iniciais, o adolescente e as vítimas têm entre 15 e 17 anos. A polícia foi chamada por volta das 7h30. O jovem entrou no local uniformizado e armado e atingiu a vítima fatal na cabeça. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu durante atendimento.

Outras duas jovens também feridas levaram tiros no tórax e na clavícula. A polícia informou ainda que um quarto adolescente se feriu ao tentar fugir.

“O Governo de SP lamenta profundamente e se solidariza com as famílias das vítimas do ataque ocorrido na manhã desta segunda-feira (23) …. Nesse momento, a prioridade é o atendimento às vítimas e apoio psicológico aos alunos, profissionais da educação e familiares”, afirmou a gestão estadual em nota.

No texto, o governo informou ainda que as vítimas estão em atendimento no Hospital Geral de Sapopemba. As possíveis motivações para o ataque ainda não foram reveladas pela equipe de investigação. A polícia também não disse como o adolescente teve acesso à arma.

Segundo relatos, o barulho dos tiros e a notícia sobre o ataque levaram pânico à região. Ao longo da manhã, familiares de estudantes da instituição foram ao local para levar os filhos para casa. Ainda não há informações oficiais sobre o estado das vítimas que sobreviveram ou sobre eventual envolvimento de outras pessoas no atentado.

O Laboratório de Crimes Cibernéticos do Ministério da Justiça foi acionado para apurar se há conexão entre o autor disparos e grupos extremistas que usam a internet para propagar violência. Segundo o ministro Flávio Dino (PSB), o órgão vai auxiliar a polícia nas investigações.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE