segunda-feira, junho 24, 2024
spot_img
HomeDestaqueCidadeBarón de La Empada em ação

Barón de La Empada em ação

Para vender mais de 70 empadas por dia, Rodrigo usa o chapéu sombreiro mexicano de palha, calça estilizada e bigode enrolado nas pontas. Junto dele chega a diversão e música vinda do celular, que fica dentro do bolso de sua camisa

Publicidade

Fazer empada muita gente faz, vender então, nem se fala. Provar as delicias que o Rodrigo Gaspar Rodrigues, 25 anos, tem disponível, é saber, que vai virar cliente assíduo do vendedor.

Publicidade

Fabricadas pela madrinha do rapaz, a dona Antônia Laudence Marrone, a empada e o empadão são receitas exclusivas da cozinheira, que há anos é conhecida em Nova Venécia, por suas mãos de fada, quando o assunto é o preparo dos alimentos.

Rodrigo sai para vender nos comércios e empresas da cidade, e vai oferecendo seus produtos, que já viraram marcas registradas por onde passa. Uma inovação do vendedor é que agora, ele criou um personagem para os dias que vende as empadas, toda sexta-feira. O Barón de La Empada chega com uma calça boca de sino, sombreiro, bigode enrolado na ponta e uma música de faroeste, que é tocada no celular do veneciano. “É uma brincadeira, criei isso para entreter a mim e aos meus clientes. O Barón de la Empada é um personagem meu, que luta contra a máfia da negatividade, e tem uma pistola que dela só sai positividade”, brinca.

É isso aí que acontece mesmo, Rodrigo chega aos locais e faz o sinal de uma pistola com as mãos. “Dentro dela sai a positividade, por onde passo, todos gostam e entram na brincadeira comigo, é engraçado”, diz.

Além das empadas com recheios de frango, catupiry, camarão e outros, Rodrigo vende tortas, bolo gourmet de chocolate, doce de mamão ou figo. Tem também doce de morango, limão e maça. Já para adoçar a vendas, o rapaz incorpora outro personagem, ao som da música de Michael Jackson.

Rodrigo Gaspar Rodrigues é o Barón de La Empada e leva a positividade através de sua pistola

Sucesso nas vendas

Por ser um vendedor diferenciado, Rodrigo chega a vender 70 empadas a cada vez que sai com as delícias pelas ruas. Já os empadões, a média é de 30 unidades. Os preços variam de R$ 4 a R$ 10 entre os produtos salgados. Já os doces, custam R$ 5.

Rodrigo conta que, há dois anos entrou no ramo informal e que a dona Antônia e a família, o incentivam para que o negócio dê certo. Por ter enfrentado uma depressão, as vendas também foram um alicerce para o tratamento da doença. “Eu não estava bem, tive alguns problemas e me vi infeliz. Agora não, eu ajudo a minha madrinha a preparar todos os alimentos que vendo, estou gostando. Nós fazemos tudo juntos. Está sendo muito bom para mim”, fala.

Rodrigo é filho do dentista e vocalista da Banda UH Paulo Rodrigues, e neto do eterno seu Zenóbio Libanio Rodrigues e da dona Antonieta.

Antes de vender os quitutes, Rodrigo cursava a faculdade de geografia no Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) de Nova Venécia, e por enquanto, está com a matrícula trancada.
Quem quiser experimentar os produtos da dona Antônia e do Barón de La Empada, é só chamar o rapaz, já que dá para ver de longe por onde ele passa. Mas também tem as encomendas pelo contato 99954-0480. Ligue que o Rodrigo vai te atender com toda positividade.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE