segunda-feira, abril 15, 2024
spot_img
HomeBrasilCapixaba de São Gabriel da Palha segue foragido 8 meses após matar...

Capixaba de São Gabriel da Palha segue foragido 8 meses após matar segurança da Caixa na Bahia

Jhon Herverton Novais de Jesus segue foragido. Ele é suspeito de matar Luiz Guilherme Guedes Mendes, de 35 anos, segurança da Caixa Econômica Federal.

Segue foragido da Justiça o capixaba de São Gabriel da Palha, Jhon Herverton Novais de Jesus, de 28 anos, suspeito de matar Luiz Guilherme Guedes Mendes, de 35 anos, segurança da Caixa Econômica Federal do distrito de Itabatã, em Mucuri, cidade do Sul da Bahia. O crime ocorreu em setembro do ano passado. O caso é tratado como latrocínio – que é o roubo seguido de morte.

Publicidade

Luiz Guilherme Guedes Mendes, de 35 anos, era segurança da Caixa Econômica Federal e deixou um filho menor de idade. Crédito: Reprodução

Segundo a Polícia Civil da Bahia, o segurança da Caixa desapareceu na noite do dia 2 de setembro do ano passado. O corpo de Luiz Guilherme Guedes Mendes só foi encontrado dois dias depois, na tarde do dia 4 de setembro, carbonizado, com as mãos amarradas e um saco plástico cobrindo cabeça, sobre uma cama, na residência da vítima, no distrito baiano de Itabatã. Imagens de câmeras obtidas pelos investigadores mostram o suspeito, o capixaba Jhon Herverton Novais de Jesus, deixando a casa da vítima carregando uma TV. O vídeo marca 9h da manhã do dia 3 de setembro, um dia depois do desaparecimento, e um dia antes do corpo ser encontrado.

Publicidade

A imprensa baiana afirma, sem citar data, que o assassino teria sido visto pela última vez após o crime, em São Gabriel Palha, no Norte do Espírito Santo. O criminoso teria residência fixa em São Gabriel da Palha. Durante um mandado de busca e apreensão na cidade capixaba, a Polícia Civil encontrou a televisão que foi roubada da casa da vítima. O objeto estava com, um homem apontado pela investigação como “amigo” do suspeito.

Luiz Guilherme Guedes Mendes deixou um filho de apenas 11 anos.

A Secretaria da Justiça (Sejus) do Espírito Santo informou que o suspeito ainda não deu entrada no sistema prisional. A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), informou que “a partir da expedição dos mandados pelo Judiciário, qualquer agência de segurança pode cumprir a prisão”.

A Polícia Civil da Bahia informou que não informa histórico criminal de acusados, suspeitos e investigados fora do contexto de uma ação policial, “considerando a nova Lei de Abuso de Autoridade”.

Justiça mandou prender suspeito

A Justiça baiana mandou prender Jhon Herverton Novais de Jesus, de 28 anos, no dia 13 de setembro do ano passado. Ele é suspeito de assassinar Luiz Guilherme Guedes Mendes, de 35 anos, segurança da Caixa Econômica Federal do distrito de Itabatã, em Mucuri (BA).

No despacho, a que Rede Notícia  teve acesso, a juíza Caranna Salomão Barbosa, argumenta que “os documentos que instruem a representação indicam o representado como autor do crime, cuja materialidade também está demonstrada. Ou seja, há justa causa para o deferimento do pedido. Diante do exposto, decreto a prisão temporária de Jhon Heverton Novais de Jesus”.

No despacho a magistrada ainda autorizou que a polícia baiana fizesse busca e apreensão na casa do suspeito, em São Gabriel da Palha. A Rede Notícia apurou que o mandado foi cumprido no ano passado. A juíza ainda decretou sigilo no processo até que o mandado fosse cumprido, no entanto, nossa reportagem teve acesso aos autos.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE