quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_img
Home Denúncia Caso de vereador réu por morte de jovem em acidente completa 11 meses no ES

Caso de vereador réu por morte de jovem em acidente completa 11 meses no ES

0
Caso de vereador réu por morte de jovem em acidente completa 11 meses no ES
Sete meses depois, vereador é réu caso de acidente que matou jovem em São Domingos do Norte. Crédito: Reprodução
Ruan Carlos de Azevedo Alves tinha de 19 anos. Crédito: Acervo da família

Completou 11 meses nesta sexta-feira (4), o caso do vereador de São Domingos do Norte, Danilo Henrique Ballarini, acusado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público (MPES) de dirigir embriagado e causar o acidente que matou o jovem Ruan Carlos de Azevedo Alves, de 19 anos, no dia 4 de setembro do ano passado, em São Domingos do Norte. O político é réu no processo acusado de dupla lesão corporal, e de homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Publicidade

Danilo Henrique Ballarini é acusado de dirigir embriagado e causar acidente que matou jovem e feriu casal em São Domingos do Norte. Crédito: Leitor / Redes sociais

A audiência de instrução de julgamento, para ouvir as testemunhas e o réu, terminou na última quarta-feira (2). No dia 1º de novembro do ano passado, a Justiça acolheu a denúncia do Ministério Público tronando réu o vereador Danilo. Em abril deste ano, a Justiça mandou sequestrar os bens imóveis do réu. A família de Ruan pede indenização de R$ 500 mil. A Justiça suspendeu a habilitação do vereador em maio deste ano.

Publicidade

O vereador dirigia um carro de uma autoescola que pertence à família dele, quando atingiu duas motocicletas. Em uma estava um casal, que ficou ferido. Em outra, estava Ruan Carlos de Azevedo Alves, que chegou a ser socorrido para o Pronto Atendimento de São Domingos do Norte, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Imagens de uma câmera de segurança, flagrou o acidente. É possível ver que o carro do vereador invade a contramão de direção e atinge as motocicletas. Minutos depois aparece uma viatura da Polícia Militar. As imagens são fortes, veja:

Vídeo flagra acidente em que vereador é acusado de provocar. Crédito: Polícia Civil

Danilo chegou a ser preso pela Polícia Militar no dia do acidente, mas pagou R$ 1500 em fiança arbitrada pela delegada Jaciely Favoretti Souza, e foi solto para responder ao processo em liberdade. O vereador se negou a fazer o teste do bafômetro, mas o Exame de Constatação de Alteração de Capacidade Psicomotora feito pela PM, destaca que Danilo Ballarini estava sob influência de álcool e que teria confessado aos PMs ter ingerido cerveja naquele dia.

A reportagem tenta contato com o vereador e com a defesa dele.

Sobre o caso