domingo, maio 26, 2024
spot_img
HomeDestaqueCatadora de latinhas sonha em ter casa própria

Catadora de latinhas sonha em ter casa própria

Receber uma simples cesta básica é o sonho de uma moradora do bairro Altoé, em Nova Venécia. Outra veneciana sonha e poder reformar sua residência, que herdou da mãe, enquanto outra, passa por problemas de saúde e sonha com um natal especial.

Publicidade

As três histórias são contadas nesta edição na reportagem especial elaborada pela repórter Cintia Zaché e você vai se emocionar.

Publicidade

Faça como a Madeirol, a Ferrari Constrular, a Multivix, a Móveis Simonetti, a Top Farma, a Drogaria São João e várias pessoas físicas, que já aderiram à campanha da Rede Notícia e fazem parte desta ação solidária.


A catadora de latinhas, Francisca Oliveira de Souza, 61 anos, é mais uma das moradoras de Nova Venécia, que está fazendo parte da campanha de Natal da Rede Notícia. Morando de aluguel, o sonho dela é ter uma casa própria. “Não precisaria ser nada grande, nem bonito. Só queria um teto para tampar a cabeça. Pagar aluguel e comprar comida, não é fácil, às vezes, não consigo fazer as duas coisas, acabo ficando sem ter o que comer em casa”, revela.

Francisca trabalha catando latinhas na cidade, mas relata que, nem sempre consegue recolher o material pelas ruas. ” Tem concorrência, e nem sempre encontro o suficiente, alguém passa antes e recolhe. É um trabalho árduo e cansativo, é no sol quente, na chuva, mas é meu sustento”, diz.

A catadora de latinhas ainda revela que, após uma cirurgia que fez no pé, não consegue desenvolver muito bem o trabalh, nem atuar em outros. “Já peguei café, mas eu não consigo mais, além do pé, tenho problema de joelho e no ombro, muita dor. A latinha é meu sustento, mas ás vezes, eu pago o aluguel e não sobra para a comida, conto com a ajuda de pessoas”,pontua.

Durante a entrevista da Rede Notícia, Francisca mostrou as medicações que toma, e abriu o armário da casa.”Não tem feijão, nem óleo, tem apenas meio pacote de arroz. Não sei como será, no Natal também, não terei o que comer. A proprietária daqui, pediu a casa, tive que sair, não sei para onde vou”, afirma.

Para quem se interessar em ajudar a Francisca, as doações podem ser entregues na Rede Notícia.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE