segunda-feira, abril 15, 2024
spot_img
HomeEspírito SantoCorpo de jovem de 23 anos que morreu com suspeita de febre...

Corpo de jovem de 23 anos que morreu com suspeita de febre maculosa é sepultado em Sooretama

Alerândro Martins Silva estava internado no Hospital Roberto Silvares, em São Mateus

Foi sepultado no início da noite deste domingo (25), no Cemitério de Joarana A, em Sooretama, o corpo do jovem Alerândro Martins Silva, de 23 anos, que morreu na manhã do último sábado (24), no Hospital Estadual Dr. Roberto Arnizaut Silvares, em São Mateus, com suspeita de febre maculosa. Ele havia dado entrada no hospital na sexta-feira (23), e teve parada cardiorrespiratória na manhã de sábado (24), o levando a óbito.

Publicidade

A Rede Notícia conversou com Nilda Martins Silva, de 20 anos, irmã da vítima. Ela disse que a equipe médica do Hospital Roberto Silvares apontou “febre maculosa” como causa da morte de Alerândro. Já o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), em Vitória, para onde o corpo foi levado, apontou preliminarmente “choque no pulmão”, como causa do óbito. A família disse ainda que durante a necropsia foi colhido sangue para ser submetido a exames, que ainda dependem de resultados.

Publicidade

Nas redes sociais, a companheira do rapaz, Gracieli Silva, informou que na manhã de sábado (24), Alerândro sofreu duas paradas cardíacas no Hospital Roberto Silvares em São Mateus, “e faleceu vítima de febre maculosa. Te amarei eternamente”, disse.

Alerândro era casado, trabalhador rural, e morava próximo de uma mata na região de Joerana A, em Sooretama. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e a Secretaria Municipal de Saúde de Sooretama foram demandadas pela reportagem, mas ainda não se manifestaram sobre o caso.

O que é febre maculosa

De acordo com o Ministério da Saúde, febre maculosa é uma doença infecciosa, febril aguda e de gravidade variável. Ela pode variar desde as formas clínicas leves e atípicas até formas graves, com elevada taxa de letalidade. A febre maculosa é causada por uma bactéria do gênero Rickettsia, transmitida pela picada do carrapato.

No Brasil, os principais vetores são os carrapatos conhecidos como carrapato estrela. Entretanto, potencialmente, qualquer espécie de carrapato pode albergar a bactéria causadora da Febre Maculosa, como por exemplo, o carrapato do cachorro.

Sintomas

Os principais sintomas da Febre Maculosa são:

  • Febre
  • Dor de cabeça intensa.
  • Náuseas e vômitos.
  • Diarreia e dor abdominal.
  • Dor muscular constante.
  • Inchaço e vermelhidão nas palmas das mãos e sola dos pés.
  • Gangrena nos dedos e orelhas.
  • Paralisia dos membros que inicia nas pernas e vai subindo até os pulmões causando paragem respiratória.

Além disso, com a evolução da Febre Maculosa é comum o aparecimento de manchas vermelhas nos pulsos e tornozelos, que não coçam, mas que podem aumentar em direção às palmas das mãos, braços ou solas dos pés.

O diagnóstico oportuno da Febre Maculosa é muito difícil, principalmente durante os primeiros dias de doença, tendo em vista que os sintomas também são parecidos com outras doenças, como leptospirose, dengue, hepatite viral, salmonelose, encefalite, malária, meningite, sarampo, lúpus e pneumonia. No entanto, o médico fará avaliação dos sintomas e perguntará onde você mora ou se esteve em locais de mata, florestas, fazendas, trilhas ecológicas, onde possa ter sido picado por um carrapato, ele também poderá solicitar uma série de exames para confirmar ou contribuir com o diagnóstico.

Sobre o caso

Veja também

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE