sexta-feira, junho 14, 2024
spot_img
HomeDestaqueCreas de Nova Venécia lança projeto “Flor e Ser” na rede de...

Creas de Nova Venécia lança projeto “Flor e Ser” na rede de ensino estadual

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e o Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), lançou o Projeto “Flor e Ser” na unidade de ensino estadual EEEM “Dom Daniel Comboni”.

Publicidade

A proposta central é conscientizar os alunos para que rompam e não perpetuem o papel de agressores e principalmente, fortalecer as alunas, para que vislumbrem um futuro construído e sustentado por elas próprias, e busquem, por meio das políticas públicas de proteção à mulher, da educação e da qualificação profissional, autonomia e independência que servirão como base para que identifiquem possíveis relacionamentos abusivos, se protejam e protejam outras mulheres, a fim de que a violência não seja normalizada.

Publicidade

O “Flor e Ser” foi desenvolvido por uma estagiária do Creas, graduanda do curso de Serviço Social, com sua supervisora de campo, uma Assistente Social. “Nossa ideia é trabalhar com as mulheres de forma preventiva quanto a possíveis situações de violências e violações de direitos, haja vista que um dos maiores índices de atendimentos do Creas atualmente, estão relacionados a violência doméstica”, disse a assistente social, supervisora do Projeto.

De acordo com a equipe do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI) do Creas foi observado que em muitos casos, as mulheres acompanhadas pelo serviço estão em um relacionamento de muitos anos, onde existem filhos e geralmente, o agressor é o mantenedor da residência, o que as tornam reféns de relacionamentos abusivos, pois são dependentes emocionalmente, psicologicamente e financeiramente desses sujeitos.

Com o objetivo de alertar, conscientizar o Creas firmou uma parceria com a EEEM “Dom Daniel Comboni” e iniciou o um ciclo de diálogos com os alunos do Ensino Médio, onde promoverá, ao longo do ano e através de diversos convidados, rodas de conversa com temas relacionados ao: feminismo e machismo no ambiente escolar, os diversos tipos de violência, alcoolismo no ambiente doméstico, mercado de trabalho, entre outros.

Para a coordenadora do Centro de Referência Especializado a ideia do Projeto é maravilhosa e tem tudo para gerar bons resultados, visto que, para a diminuição da violência lá no futuro, a conscientização e o conhecimento sobre o assunto deve ser ensinado desde muito cedo, principalmente na adolescência que é uma fase de descobertas.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE