quinta-feira, fevereiro 29, 2024
spot_img
HomeDestaqueDER apresenta condicionantes ambientais para as obras de pavimentação da ES-230

DER apresenta condicionantes ambientais para as obras de pavimentação da ES-230

O Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo – DER- ES, realizou nesta terça-feira, 16, à noite, a reunião para apresentar as condicionantes ambientais para o início das obras e serviços de implantação e pavimentação da Rodovia ES-230, no trecho entre o distrito de Fátima em Jaguaré a Vila Valério. A reunião foi realizada na Câmara Municipal de Vila Valério.

Publicidade

Entre os presentes estavam o prefeito de Jaguaré, Marcos Guerra, o prefeito de Vila Valério, Davi Ramos, o superintendente regional do DER-ES, Eduardo Valadares Gotardi, o engenheiro responsável pela obra, Willian dos Santos, a assiste social do DER, que acompanha a obra junto à comunidade, Alexandra Santos, os vereadores Tininha, Jair Sandrini e Tião Soprani, além da representante da Comissão de Iniciativa Popular, Márcia Valiati.

Publicidade

Sedimentar o progresso regional

A obra prevê a pavimentação de um trecho de 38 km e 600 metros e a instalação de duas pontes sobre o Rio Barra Seca, com 120 metros e outra com 121,30 metros sobre o Córrego Deve. Ainda estão previstos a construção de acostamentos e um mirante, intervenções que, para o prefeito de Jaguaré, garantirá um salto de qualidade de vida para os moradores da região.

“Somos muito gratos ao Governo do Estado que teve a sensibilidade necessária para entender e atender essa demanda da população em parceria com as prefeituras de Jaguaré e de Vila Valério. Estamos tirando os moradores daqui da poeira e da lama e sedimentando um caminho de progresso efetivo para a região. Essa grande obra representa um alívio para produtores e moradores, além de representar um marco no desenvolvimento local.

Iniciativa Popular

A representante da Comissão de Iniciativa popular, Márcia Valiati fez coro à fala do prefeito Marcos Guerra. “A cada ato em direção à realização dessa obra, nossa população respira cada vez mais aliviada. Sabemos das dificuldades com as quais teremos que conviver nesses próximos dois anos. A Iniciativa Popular é muito grata aos prefeitos, às câmaras municipais e ao Governo do Estado pela realização desse sonho. É um alívio que vem com um forte sentimento que daremos saltos de desenvolvimento daqui pra frente”, concluiu Márcia.

A construção de duas pontes exigirá adequação por parte da empresa que realizará a obra, Contek Empreendimentos, segundo o engenheiro responsável, Willian dos Santos. “Para a construção dessas pontas, teremos dois canteiros de obras, um já definido, em Fátima e outro em local ainda a ser definido, próximo à Vila Valério. Esperamos que essa obra esteja pronta em no máximo 720 dias”, destacou o engenheiro.

O pensamento foi compartilhado pelo superintendente regional do DER-ES, Eduardo Gottardi, que lembra que, apesar de ser um cronograma apertado pelo tamanho da obra, ajustes necessários já estão previstos.
“Vamos ter que fazer ajustes muito bem pensados para cumprir a obra dentro do prazo estabelecido. E ainda temos a demanda da população, sobre os períodos de chuva e os problemas que podem se originar desse fenômeno natural. Queremos tranquilizar a população que estaremos atentos e uma cobrança mais efetiva dentro desses quase 40 quilômetros e, também, contamos com o apoio das pessoas no sentido de todos estarem agindo para minimizar os efeitos da chuva. Estamos certos que será uma obra realizada com qualidade, até porquê temos o apoio dos dois prefeitos e conseguimos avançar bem em todas as situações com eles”, afirmou Gottardi.

Condicionantes

As condicionantes de licença ambiental exigem que sejam apresentados de três em três meses relatórios descritivos e fotográficos do Programa de Comunicação Social, que foi apresentado ao Instituto Estadual de Meio Ambiente – Iema, em 2021, tendo em vista as comunidades na área de influência da obra.

A empresa se compromete a manter um canal de comunicação gratuito e e-mail para receber as demandas da comunidade relacionadas à obra. E ainda, prestar informações sobre a instalação de base de apoio para as atividades de: esclarecimentos imediatos sobre a obra; divulgação sobre a abertura de postos de trabalho e enfrentamento de impactos ambientais e fornecer de forma visualmente clara, a Licença Ambiental, o projeto gráfico da via e o cronograma atualizado da obra.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE