domingo, maio 19, 2024
spot_img
HomeCrimeDois tiros e pancada na cabeça: morte de seringueiro é mistério em...

Dois tiros e pancada na cabeça: morte de seringueiro é mistério em Boa Esperança

Pacato, e tranquilo. Saiba quem era Edson da Silva Santos, de 37 anos.

*Com Marco Antônio

Publicidade

O corpo de um seringueiro de 37 anos, identificado como Edson da Silva Santos, foi encontrado na tarde desta quarta-feira (8), em meio a uma plantação de seringueira, onde ele trabalhava, no Córrego Água Fria, próximo ao distrito de Sobradinho, em Boa Esperança. O caso é cercado de mistério.

Publicidade
O corpo de Edson Silva Santos foi encontrado em meio a uma plantação de seringueira, no local em que trabalhava. Crédito: Facebook / Reprodução

A Rede Notícia teve acesso ao Boletim de Ocorrência formulado pela Polícia Militar. Nele, é narrado que quando os policiais chegaram ao local, o corpo da vítima estava caído de bruços.

O irmão da vítima contou aos policiais militares, que Edson era um homem trabalhador e sem vícios, que havia saído de casa (no distrito de Sobradinho) para trabalhar na terça-feira (7) e não havia retornado, sendo encontrado morto por volta de 14h nesta quarta-feira (8).

A ocorrência narra que o perito da Polícia Civil constatou, no local do crime, dois tiros no corpo da vítima, sendo um em cada braço. Havia também uma lesão na cabeça, provocada por ação contundente.

Familiares contaram aos policiais que a vítima tinha uma moto, de cor preta, que usava para trabalhar, e que o veículo possivelmente tenha sido levado pelo autor, ou pelos autores, do crime.

A vítima havia se separado da ex-companheira recentemente. Fontes ouvidas pela reportagem afirmam que a separação se deu de forma tranquila. Ele não tinha filhos.

A Polícia Civil informou que o caso foi registrado como homicídio e segue sob investigação da Delegacia de Polícia de Boa Esperança. Até o momento nenhum suspeito foi detido.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Linhares, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares. A população pode denunciar através do Disque-denúncia (181) qualquer tipo de irregularidade, ilegalidade ou repassar informações que ajudem as polícias na elucidação de delitos ou infrações. A ligação é gratuita e pode ser realizada em qualquer município do Estado.

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE