sábado, fevereiro 24, 2024
spot_img
HomeDestaqueEspírito Santo cria mais de 34 mil novos postos de trabalho com...

Espírito Santo cria mais de 34 mil novos postos de trabalho com carteira assinada em 2023

O Espírito Santo registrou um saldo acumulado de +34.202 novos postos de trabalho com carteira assinada em 2023. Os dados são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), divulgados nesta quarta-feira (30), e estão disponíveis na resenha de Emprego Formal realizada mensalmente pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

Publicidade

Os setores que mais geraram oportunidades para os capixabas em 2023 foram Serviços, com saldo de +14.420, Comércio, +8.548 e Construção, +5.549. Indústria, com +5.489 novos postos e Agropecuária, com +201 completam o saldo por grande grupamento de atividade econômica.

Publicidade

O vice-governador e secretário de Estado de Desenvolvimento, Ricardo Ferraço, falou sobre os números positivos registrados pela economia capixaba em 2023. “O Estado se destacou na transparência, na competitividade, em infraestrutura, no volume considerável de investimentos públicos e com relação à geração de emprego batemos recorde na série histórica. Também tivemos inúmeras entregas, como obras importantes voltadas para a mobilidade, educação, saúde e capacitação de pessoas”, disse.

Ricardo Ferraço ainda destacou as formações oferecidas pelo programa Qualificar ES, além do impulsionamento proporcionado pelos investimentos privados e pelas ações do Governo do Estado. “Tudo isso contribui para a economia girar. A criação de postos de trabalho é reflexo deste ambiente. Em 2024 queremos superar, dobrar o empenho para que seja mais um ano de prosperidade para o capixaba”, pontuou.

De acordo com o Novo Caged, do saldo total de novos postos criados, foram ocupados por homens, 20.234 e por mulheres, 13.969. Em relação à faixa etária, a maioria das vagas foram preenchidas por jovens entre 18 e 24 anos (26.232). Sobre o grau de instrução, a maior parte dos vínculos foram ocupados por pessoas com nível médio completo (27.398).

Ao longo do ano, todo os saldos foram positivos, com destaque para o mês de maio, que registrou o maior saldo do ano chegando a +13.575 novos postos criados. A única exceção foi o mês de dezembro, que, como de costume, registrou saldo negativo de -6.870 vínculos.

“O mês de dezembro tradicionalmente apresenta dado negativo para o emprego formal devido ao encerramento dos contratos temporários de fim de ano”, explicou o diretor de Integração do IJSN, Antonio Rocha.

Desde o início da série analisada pelo Novo Caged, que começou em janeiro de 2020, foram criados 135.443 novos postos de trabalho no Espírito Santo. O estoque de vínculos formais no Estado chegou a 850.760 postos, uma variação positiva de +4,19% em relação a 2022.

“O Espírito Santo vem se destacando na geração de empregos. Nos últimos quatro anos foram mais de 135 mil novos postos de trabalho com carteira assinada criados aqui no Estado. Destaque ainda para a redução na taxa de desocupação, que chegou a 5,5% no terceiro trimestre de 2023, a menor da série histórica”, afirmou o diretor-geral do Instituto Jones dos Santos Neves, Pablo Lira.

Desocupação

No terceiro trimestre de 2023, o Espírito Santo registrou taxa de desocupação de 5,5%, a menor da série histórica iniciada em 2014. O resultado ficou abaixo da média nacional, que foi de 7,7%, deixando o Estado com o oitavo menor índice entre as unidades da federação.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE