quinta-feira, julho 25, 2024
spot_img
Home"Estava na melhor fase da vida", diz tia de jovem assassinada pela...

“Estava na melhor fase da vida”, diz tia de jovem assassinada pela milícia em cidade do ES

Grupo de bandidos deu ordem para que jovem abaixasse os vidros do carro, que estava com defeito. Carolayne Nascimento Barcelos, de 23 anos, foi morta após não conseguir cumprir a ordem da milícia.

“Todo mundo conhece ela desde pequena, trabalhava com o pai dela agora, ela estava vivendo a melhor fase da vida dela, agora que tava trabalhando com o pai dela, que era tudo que o pai dela queria.  É inaceitável. Uma menina nova, estava começando a viver agora. A gente espera por justiça. A gente não consegue acreditar ainda no que aconteceu. Todo mundo está arrasado, desolado “, desabafou para a “TV Gazeta”, afiliada da “TV Globo”, Meyre Santos, tia da jovem Carolayne Nascimento Barcelos, de 23 anos, assassinada a tiros por um grupo de bandidos após ela não conseguir abaixar o vidro do carro em que ela dirigia, na madrugada deste sábado (28), no bairro Divinópolis, na Serra, cidade da Região Metropolitana da Grande Vitória, no Espírito Santo.

Publicidade

A jovem voltava de um churrasco com amigos, e dava carona a um amigo, quando o crime aconteceu. A barbárie chocou o Espírito Santo.

Publicidade

A Polícia Militar informou que policiais foram acionados para irem ao bairro Divinópolis, na Serra, onde estavam sendo efetuados disparos de arma de fogo. No local, a equipe visualizou um veículo com diversas perfurações de tiro. Populares contaram aos PMs, que uma mulher de 23 anos foi baleada e socorrida pelo pai à Unidade de Pronto Atendimento de Serra Sede. Na UPA, os policiais foram informados que a vítima tinha ido a óbito. Ela estava no interior do próprio carro, juntamente com um colega de trabalho, quando foi atingida pelos disparos. O homem não ficou ferido.

Moradores detalharam que, ao virar em uma esquina, o carro da jovem foi cercado por um grupo de bandidos armados, que teriam ordenado que a motorista abaixasse os vidros. Familiares da vítima contaram que os vidros elétricos estavam com problema sem funcionar, o que pode ter dificultado a jovem de cumprir a ordem da milícia. Eles atiraram várias vezes, e atiraram repetidas vezes o rosto da vítima.

Procurada pela Rede Notícia, a Polícia Civil informou que o caso segue sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM). Até o momento, nenhum suspeito foi detido e detalhes da investigação não serão divulgados, por enquanto. O corpo foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares.

A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas. 

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE