quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_img
HomeDestaqueFundação Renova participa da maior conferência internacional de Sistemas de Informação Geográfica

Fundação Renova participa da maior conferência internacional de Sistemas de Informação Geográfica

A Fundação Renova esteve presente no Esri User Conference 2022, maior conferência internacional sobre Sistemas de Informação Geográfica (GIS). Promovido pela/ ESRI, empresa americana de tecnologia detentora do software ArcGIS, o encontro foi realizado em julho, no Centro de Convenções de San Diego, na Califórnia (EUA). O evento reuniu cerca de 15 mil pessoas, entre cientistas, gestores, líderes e usuários da ferramenta em vários países para compartilhar experiências e discutir os recursos do GIS.

Publicidade

O Portal Monitoramento do Rio Doce, criado pela Fundação Renova para tornar público os dados do Programa de Monitoramento Qualiquantitativo Sistemático de Água e Sedimento (PMQQS), foi um dos destaques do evento. A ArcGIS foi utilizada na criação da plataforma para divulgar os mais de 1,5 milhão de dados anuais gerados pelo PMQQS.

Publicidade

O trabalho foi apresentado pela coordenadora de Monitoramento da Água, Brígida Maioli, e o especialista de TI, Flávio Nery, em uma plenária destinada ao compartilhamento de experiências positivas com a ferramenta. Os colaboradores explicaram sobre a estrutura do PMQQS e todo o esforço para a criação do Portal. Além disso, foram apresentadas imagens aéreas da recuperação do rio Gualaxo do Norte, em Mariana, Minas Gerais, ao longo dos anos e o orçamento desembolsado pela Fundação Renova até o momento para a reparação da bacia do rio Doce. 

Brígida Maioli afirmou que 12% de todos os acessos ao Portal são de outros países, o que mostra o potencial de alcance da ferramenta. “Certamente, a importância do Portal Monitoramento do Rio Doce como ferramenta de transparência e compartilhamento de dados ambientais foi o principal fator para essa seleção entre tantos outros trabalhos desenvolvidos mundialmente”, diz a coordenadora do programa.

Organizações, como a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Vale, Prefeitura Municipal de Itajaí, Anglo American, Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e o Instituto Água e Terra, também apresentaram cases de sucesso com a ArcGIS no Brasil.

Programa de Monitoramento

Em julho, o Programa de Monitoramento Qualiquantitativo Sistemático de Água e Sedimento (PMQQS) completou cinco anos. O PMQQS é hoje referência nacional e um dos maiores programas de monitoramento da água do Brasil. O objetivo principal  é acompanhar a recuperação da bacia hidrográfica do rio Doce e zona costeira e estuarinas adjacentes. 

Um amplo sistema de monitoramento dos cursos d’água foi desenvolvido para entender como o rio Doce está se recuperando após o rompimento da Barragem de Fundão. O rio conta atualmente com 82 pontos de monitoramento distribuídos ao longo dos seus 670 km de extensão, que vão de Mariana, em Minas Gerais, até a Foz, no Espírito Santo.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE