sexta-feira, abril 19, 2024
spot_img
HomeFamososGolpe, traição e expulsão de casa: os bastidores do "inferno" vivido por...

Golpe, traição e expulsão de casa: os bastidores do “inferno” vivido por Richarlison

De acordo com uma reportagem do UOL, o motivo dessa situação foi um golpe financeiro realizado por seu ex-empresário Renato Velasco, que controlava suas finanças. Entenda

O veneciano Richarlison, atacante da Seleção Brasileira, chorou no banco de reservas e mencionou problemas extracampo durante uma entrevista há cerca de um ano. De acordo com uma reportagem do UOL, o motivo dessa situação foi um golpe financeiro realizado por seu ex-empresário Renato Velasco, que controlava suas finanças.

Publicidade

Segundo o UOL, Velasco tinha a procuração de Richarlison. Com ela, o agente podia fazer transações livremente em nome do centroavante do Tottenham e teria feito algumas sem o conhecimento do jogador. Renato Velasco, utilizando da procuração concedida por Richarlison, realizou transações sem o consentimento do jogador. O empresário infringiu a lei ao receber uma porcentagem do salário do atacante acima do limite permitido, que varia de 3% a 10% de acordo com as regulamentações da FIFA. Ele estaria recebendo o dobro desse valor.

Publicidade

Conforme o UOL, após descobrir essa situação, Richarlison sentiu-se traído e expulsou Velasco de sua casa, juntamente com toda a família do empresário que residia lá. A única exceção na época foi a ex-esposa do agente, com quem o jogador tinha uma relação “quase maternal”. No entanto, essa relação também chegou ao fim e ela também se foi.

Renato Velasco ainda é o representante legal de Richarlison de acordo com a lei, porém a relação de amizade entre os dois chegou ao fim.

Entre os problemas enfrentados, há uma longa e exaustiva disputa judicial envolvendo uma mansão no valor de R$ 10 milhões, localizada em Ilha Comprida, uma região paradisíaca em Angra dos Reis (RJ). Renato Velasco foi responsável pela aquisição da propriedade, e desde 2020, o empresário e o jogador têm enfrentado questões legais relacionadas a ela. A disputa também envolveria Antônio Marcos Andrade, pai de Richarlison e presidente do Nova Venécia, um clube de futebol na cidade de Richarlison, no Espírito Santo. Durante o período em que o enteado de Renato Velasco era diretor do clube, o Nova Venécia teve despesas mensais de R$ 700 mil. Esse valor é considerado alto para a equipe, que não disputa nenhuma divisão do futebol brasileiro além do campeonato estadual.

Richarlison revelou um problema significativo que o afetava, evidenciado não apenas pela queda em seu desempenho no Tottenham, seu clube atual na Inglaterra, mas também quando ele chorou após ser substituído durante um jogo da Seleção Brasileira contra a Bolívia, em Belém (PA), em setembro do ano passado.

Após o golpe sofrido e a exposição pública, ele deu uma entrevista icônica em que mencionou que “pessoas que só estavam interessadas no meu dinheiro se afastaram de mim” e expressou sua intenção de buscar ajuda psicológica.

O ex-goleiro Gomes, que foi uma estrela do Tottenham em um passado recente, tem ajudado Richarlison de forma informal. Os dois se conheceram quando o atacante chegou à Inglaterra para jogar pelo Watford.

Passados cerca de seis meses, Richarlison voltou à Seleção Brasileira, dando de cara com uma psicóloga depois de dez anos sem nenhuma pessoa na função e abriu o coração:

“Minha fala foi muito importante até para a seleção. Vi a psicóloga ali [de volta à seleção]. Nunca teve antes, né? O carinho que recebi das pessoas. É importante falar em procurar ajuda. Tinha preconceito e não tenho mais. Eu com voz ativa na seleção falo para procurar mesmo que ajuda. Eu posso falar que salvou a minha vida. Salvou a minha vida de uma hora para outra. Estava no fundo do poço mesmo. Muito importante a seleção ter psicólogo para ajudar os atletas. Só nós sabemos da pressão que sofremos, mais fora de campo do que dentro”, disse Richarlison.

O outro lado

O empresário Renato Velasco foi procurado pelo portal UOL para se defender das acusações e dar sua versão do caso, mas não atendeu ligações ou respondeu mensagens.

*Com informações do UOL 

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE