sexta-feira, junho 14, 2024
spot_img
HomeDestaqueGuarda-chuva e batatas fritas: professores da rede municipal de ensino usam...

Guarda-chuva e batatas fritas: professores da rede municipal de ensino usam a criatividade no incentivo à leitura

Os professores da rede municipal de ensino de Nova Venécia saem à frente no quesito inovar quando se trata do gosto pela leitura.

Publicidade

Como parte do processo ensino-aprendizagem e com as alterações na Organização Curricular, em que houve aumento na carga horária de língua portuguesa e a inclusão do componente curricular de redação, as unidades de ensino do município criaram projetos para que os alunos tomem gosto pela leitura. 

Publicidade

Na escola do campo EMEIEF Regina Alves Dutra, a professora de língua portuguesa do 3° ano matutino, Daniela Ferrari, não poupou criatividade para mostrar a importância do ler e, para além disso, criar este hábito na rotina dos estudantes.

Fantasiada de uma embalagem mundialmente conhecida, a de batata frita, a docente despertou em todos a curiosidade e o interesse. Durante a dinâmica, os alunos retiravam o “salgadinho” com diferentes tipos de  textos. 

A inovação da professora não parou por aí. Ela também criou o projeto ‘Chuvas de Leitura’. Um guarda-chuva cheio de gotinhas com diversos tipos de textos literários. 

“Nós sentimos a necessidade de propor metodologias diferenciadas, pois percebemos uma defasagem na leitura e na interpretação de texto, nesse retorno às aulas depois do período de pandemia. Procurei trazer atividades que pudessem deixá-los mais entusiasmados. Trabalhei com textos diversificados, com diferentes gêneros textuais”, disse a professora. Segundo ela, os alunos ainda tinham como tarefa levar a gotinha e a batata frita para casa e ler para a família. 

Seguindo o que propõe a rede municipal de ensino como intervenção pedagógica, após a avaliação diagnóstica e a análise de resultados, as professoras do 2º e 4º ano do matutino da EMEIEF Lourdes Scardini, Kellen Christina Santana José Almeida e Patrícia de Oliveira Silva, levaram para sala de aula atividades lúdicas como as caixinhas do sonho de valsa da leitura, o bis da leitura, além de livros para todos os níveis de aprendizagem. 

“Nossos projetos de incentivo à leitura serão extensivos à família também. Estamos refazendo a nossa biblioteca Monteiro Lobato para que nossos alunos possam ter acesso a mais livros. Eles vão poder ler no ambiente escolar, como também levar para casa. A grande novidade é que nosso acervo tem obras de interesses dos pais, por isso vamos abrir espaço para que eles também tenham acesso à leitura”, afirmou a diretora da unidade, Elaine Boldrini.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE