domingo, fevereiro 25, 2024
spot_img
Home Crime Homem é assassinado na varanda de casa horas após discussão com a irmã por terra em Linhares

Homem é assassinado na varanda de casa horas após discussão com a irmã por terra em Linhares

0
Foto mostra casa onde ocorreu o crime. Crédito: Site Norte Notícia

Um homem de 30 anos, identificado como Aloizio Coutinho Morais, foi assassinado com tiros na cabeça, na varanda da casa onde ele morava, na madrugada deste domingo (29), na região de Lagoa do Aguiar, em Baixo Quartel, Zona Rural de Linhares, no Norte do Espírito Santo. O crime ocorreu horas após uma discussão da vítima com a irmã, por causa de uma disputa por terra.

Publicidade

Segundo a Polícia Militar, Na madrugada deste domingo (29), policiais militares foram acionados para atender uma ocorrência de, a princípio, tentativa de homicídio por arma de fogo. Ao chegar no local, a equipe encontrou um homem caído na varanda de uma residência com ferimentos na cabeça. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192), foi acionado e constatou o óbito da vítima. A Polícia Civil foi acionada.

Publicidade
Aloizio Coutinho Morais, de 30 anos. Crédito: Site Notícia / Polícia Militar / Montagem Rede Notícia

A companheira da vítima relatou os militares que o marido estava fazendo uso de bebida alcoólica juntamente com outro homem na varanda da residência. Por volta das 3h deste domingo, ela estava no interior da casa quando escutou tiros. Ao sair para verificar o que estava acontecendo, ela se deparou com um suspeito, portando uma arma longa que ao avistá-la tentou alcançá-la, contudo a mulher fugiu por um matagal não sendo localizada pelo homem. A companheira da vítima relatou ainda que horas antes do crime, por volta de meia-noite, o companheiro teve uma discussão com a irmã por questões de terra. Esta, saiu do local prometendo retornar em tom de ameaça. Posteriormente, ela retornou e demonstrando nervosismo devido à presença da polícia militar no local, agrediu fisicamente a cunhada, jogando-a contra parede e desferindo tapas. Devido ao fato, ela recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a Delegacia Regional do município.

Procurada pela Rede Notícia, a Polícia Civil informou que o caso seguirá sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Linhares. Até o momento, nenhum suspeito foi detido e detalhes da investigação não serão divulgados, por enquanto.

O corpo foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Linhares, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares. Ainda segundo a corporação, em relação à mulher que foi conduzida à Delegacia Regional de Linhares após agredir a esposa da vítima, somente após a finalização das oitivas da ocorrência haverá informações do procedimento que será adotado pela Central de Teleflagrante.

“A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas”, informou a PC, por nota.