sexta-feira, junho 14, 2024
spot_img
HomeDestaqueHomicídios caem 29% na região

Homicídios caem 29% na região

Os homicídios dolosos reduziram 29% em relação ao ano passado na região Norte do Espírito Santo, de acordo com dados do Observatório de Segurança Pública, da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp). E esse será um dos números a ser debatido durante a Reunião Itinerante de Monitoramento dos Indicadores das Regiões Integradas da Segurança Pública (Risp), nesta sexta-feira (19), em Aracruz. O trabalho será para analisar como estão os indicadores da região Norte do Espírito Santo, conhecida como Risp 2.

Publicidade

“Estivemos em julho, em São Mateus, realizando a primeira reunião itinerante e o resultado foi muito bom. O encontro serviu de modelo para os demais que temos realizado. Agora, voltamos ao ponto de partida na região Norte e temos encontrado queda nos indicadores de criminalidade, mas ainda há muito a ser feito e vamos conversar sobre isso”, afirmou o secretário de Estado da Segurança Pública, Nylton Rodrigues, que participa do evento.

Publicidade

Estarão presentes ao evento desta sexta-feira (19), além do secretário Nylton Rodrigues, outras autoridades, como o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Ramalho; o delegado-geral da Polícia Civil, Guilherme Daré; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Carlos Marcelo D’Isep Costa; o diretor-geral do Detran-ES, Romeu Scheibe Neto, dentre outros representantes de órgãos vinculados à pasta da Segurança Pública e autoridades locais.

O secretário Nylton Rodrigues apontou que a redução de assassinatos tem sido um bom sinal na região Norte. Neste ano, até o último domingo (14), foram registrados 179 homicídios. Já em 2017, no mesmo período, tinham ocorrido 252. O município de Linhares, por exemplo, tem apresentado queda de 30% no número de assassinatos.  E, numa outra ponta, a cidade de Ibiraçu não tem mortes violentas há seis meses.

O trabalho de combate à violência doméstica também se destaca. A Polícia Militar, por exemplo, já realizou na região Norte, de janeiro a setembro deste ano, mil visitas tranquilizadoras a mulheres vítimas de agressões por parte de companheiros. “É um compromisso nosso e não vamos compactuar com machistas”, garantiu o secretário.

Em breve, vão chegar as bases móveis comunitárias para o município de Linhares, que serão instaladas nos bairros Aviso e Interlagos, que são atendidos pelo programa Ocupação Social, da Secretaria de Estado de Direitos Humanos (Sedh).

A região Norte está sendo contemplada com obras que abrangem os segmentos da Segurança Pública. Está em andamento a reforma do Serviço Médico Legal (SML) e está prevista para ser realizada no ano que vem a construção da Delegacia Regional de Aracruz. Em julho deste ano, houve a inauguração das novas instalações da 18ª Delegacia Regional de São Mateus e da Delegacia de Plantão do município.

Regiões Integradas de Segurança Pública

Recentemente, a área da Segurança Pública no Espírito Santo ganhou um novo mapeamento geográfico. Pelas atualizações das estruturas das Polícias Civil e Militar, as chamadas Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp) foram ampliadas, assim como as suas subdivisões, denominadas Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp).

Se antes as Risps eram repartidas em Metropolitana, Norte e Sul, agora estão com mais duas divisões: Noroeste e Serrana. A medida visa fortalecer a articulação dos órgãos da Segurança Pública e promover um melhor trabalho das polícias, o que vai das investigações até o patrulhamento ostensivo.

A Risp 2 abrange os municípios de Aracruz, Fundão, Ibiraçu, João Neiva, Linhares, Rio Bananal, Sooretama, Conceição da Barra, Jaguaré, Pedro Canário e São Mateus.

Entrevista com o secretário Nylton Rodrigues

– O que mudou da última reunião em São Mateus para esta de agora, em Aracruz, secretário?

Nylton Rodrigues: Continuamos acompanhando a redução de homicídios em toda a região Norte. As polícias, ao maximizarem suas eficiências, já conseguiram que os índices de assassinatos reduzissem 29% em relação ao ano passado. Também estão em redução os números de crimes contra o patrimônio. Os capixabas podem contar com suas polícias.

Vamos discutir nesta reunião de sexta-feira os indicadores de toda a região e como podemos melhorar nossas ações. Como nenhum trabalho é possível ser feito sozinho, contaremos com representantes do Judiciário, do Ministério Público, das prefeituras, para que possamos pensar e unir nossos esforços.

– A redução de homicídios é no Estado todo?

Sim. Temos uma redução geral de 22% dos homicídios dolosos em todo o Espírito Santo. Estamos com o menor indicador de nossa série histórica, que começou em 1996. Nossa taxa de homicídios (número de crimes a cada 100 mil habitantes) chegou a ser de 58, em 2009, e agora está em 28.

É um sinal de que estamos no caminho certo, mas ainda há muito a se fazer. E isso envolve maximizar a eficiência das nossas polícias, haver uma maior integração entre os poderes, os poderes executivos criarem ambientes cada vez mais favoráveis e, também, os pais participarem e fortalecerem o trabalho de educação dos seus filhos. A família tem um importante papel na formação de cidadãos de bem.

– E como está a questão da violência contra a mulher?

Também apresentamos redução. É o menor índice também da nossa série histórica, que começou em 2001. Temos trabalhos importantes, como na Polícia Civil, com o programa Homem que é Homem, que está na região Norte também, em Linhares, promovendo maior consciência e mudança de pensamento em homens que já cometeram o delito de agredir suas companheiras.

E a Polícia Militar tem ainda as visitas tranquilizadoras às mulheres vítimas de violência doméstica. Em outubro, o Comando de Polícia Ostensiva Norte já completou mil missões, com o objetivo de proteger mulheres que passaram por situações inimagináveis por causa de um machismo inaceitável.

– O que há de novidades?

Estamos às vésperas da entrega das bases móveis comunitárias em todo o Estado e o município de Linhares será beneficiado. Os bairros Aviso e Interlagos, que fazem parte do programa Ocupação Social, vão participar dessa iniciativa. São locais em que a população poderá registrar ocorrências. Os veículos são altamente modernos, com câmeras e internet embarcada. A estrutura para atendimento aos moradores é formada por uma van com câmeras para vigiar o perímetro e que pode se conectar às câmeras das prefeituras, em busca por suspeitos nas imediações.

O município de Aracruz agora passa a contar com o projeto Homem que é Homem, da Polícia Civil, o que com certeza vai ajudar, e muito, no combate à violência doméstica na cidade.

Acreditamos ainda ser importante a iniciativa da Prefeitura de Aracruz. O município está em vias de implantar o seu cerco eletrônico, o que com certeza vai ajudar muito a Polícia Militar a realizar com mais eficiência seu patrulhamento ostensivo e, de quebra, reduzir os números de crimes na cidade.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE