quinta-feira, abril 18, 2024
spot_img
HomeBrasilInvestigação da PF sobre assessor de Lira identifica 11 pagamentos para "Arthur",...

Investigação da PF sobre assessor de Lira identifica 11 pagamentos para “Arthur”, diz revista

Em um caderno-caixa, revelado pela piauí, há menção a repasses para ‘carro Arthur’, ‘Hotel Emiliano = Arthur’ e outros

No desenrolar da Operação Hefesto, a Polícia Federal obteve acesso a um caderno-caixa que contém informações detalhadas sobre saldos, repasses, destinatários e datas. Dentre os registros, chama a atenção o nome “Arthur”, mencionado onze vezes em conjunto com os maiores valores, totalizando a quantia de 265 mil reais. A revista piauí revelou essa informação no último domingo, dia 25.

Publicidade

Um dos documentos com nome “Arthur” encontrados pela PF. Crédito: Reprodução

No início de junho, os agentes da PF realizaram uma operação de busca e apreensão nos endereços de Luciano Cavalcante, antigo assessor do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e de Wanderson Ribeiro Josino de Jesus, motorista do aliado do deputado. Segundo a reportagem, o caderno-caixa foi encontrado na residência de Jesus.

Publicidade

As anotações manuscritas se referem aos meses de abril e maio deste ano. Destaca-se o dia 28 de abril, quando ocorreram os principais repasses para “Arthur”, descritos da seguinte forma:

  • 6.026,87 reais para “carro Arthur”;
  • 844,47 reais para “Pix almoço […] Arthur”;
  • 29.200 reais em favor de “Djair = Arthur”; e
  • 100 mil reais para “Arthur”.

De acordo com a revista piauí, os investigadores da PF também suspeitam que os registros façam menção à mãe de Lira.

Outras anotações incluem referências como “pagamento Fabio engenheiro/Arthur”, “Hotel Emiliano = Arthur” e “materiais elétricos fazenda = Arthur”.

Wanderson de Jesus teria declarado à Polícia Federal que as anotações correspondem a pagamentos que ele realizou a pedido de Luciano Cavalcante, conforme a reportagem.

Segundo o relatório divulgado pela revista, os agentes também apreenderam, no endereço de Cavalcante, “duas agendas contendo manuscritos que podem ser relevantes para a investigação” e “documentos diversos relacionados à pessoa de Arthur César Pereira de Lira (encontrados na gaveta)”. Entre os documentos, encontravam-se “Correspondência da Santa Casa destinada a Arthur Cesar Pereira de Lira” e “Documento intitulado Passagens Família Arthur”.

Em nota, Arthur Lira afirmou que seus recursos financeiros têm origem em suas atividades como agropecuarista e na remuneração como deputado federal. Por sua vez, a defesa de Cavalcante e Jesus respondeu à revista: “Após o relatório do delegado e a análise dos autos, poderemos nos manifestar”.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE