sábado, abril 20, 2024
spot_img
HomeBrasilJOGO DO BICHO | Justiça manda prender 6, bloqueia iates, helicóptero, avião...

JOGO DO BICHO | Justiça manda prender 6, bloqueia iates, helicóptero, avião e imóveis no ES

Segundo Ministério Público, autor da ação, suspeitos integram organização criminosa que lava dinheiro

Nesta terça-feira (13), a Justiça do Espírito Santo determinou a prisão de seis pessoas envolvidas em uma organização criminosa suspeita de lavagem de dinheiro proveniente do jogo do bicho. Além das prisões, foram realizados bloqueios de bens dos investigados, incluindo iates, avião, helicóptero, joias, motocicletas, veículos de luxo e 51 imóveis. Segundo o Ministério Público do Espírito Santo (MPES), as supostas fraudes podem ter causado um prejuízo de mais de R$ 60 milhões ao Sistema Financeiro Nacional.

Publicidade

A Operação Frisson, conduzida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPES, em conjunto com a Polícia Militar, cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão. Os alvos são suspeitos de ocultar bens, direitos e valores obtidos por meio da exploração do jogo do bicho. De acordo com o MPES, essas atividades ilícitas eram realizadas há décadas e serviam como fonte de renda e sustento dos investigados. O Ministério Público afirmou que esses recursos eram utilizados para alimentar outros negócios lícitos, que serviam apenas para dissimular a origem do patrimônio. Empresas eram criadas para ocultar valores, além de simular transações de bens móveis e imóveis em nomes próprios ou de terceiros.

Publicidade

O grupo adquiria bens de alto valor e recorria à agiotagem para mascarar as operações financeiras irregulares. Segundo o MPES, os denunciados misturavam diversas fontes de receita para confundir as autoridades de controle, utilizando o Sistema Financeiro para realizar depósitos em dinheiro vivo.

Os mandados foram expedidos pela juíza Paula Cheim, da 6ª Vara Criminal de Vila Velha, atendendo aos requerimentos do Ministério Público na denúncia criminal oferecida contra oito pessoas suspeitas de envolvimento no esquema. Alguns veículos e aeronaves foram destinados pelo Judiciário para uso das forças de segurança pública. Até o momento, quatro mandados de prisão foram cumpridos. O MPES pretende buscar o ressarcimento do Sistema Financeiro por meio do sequestro do patrimônio dos envolvidos, estimado em mais de R$ 64,67 milhões.

A investigação teve início em setembro de 2021 e contou com o apoio da Polícia Federal e da Receita Federal. Em 2022, foram cumpridos mandados judiciais de busca e apreensão em residências e empresas dos investigados. Na operação desta terça-feira, quatro membros do Ministério Público estão coordenando os trabalhos, com o auxílio de 29 agentes do Gaeco.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE