domingo, abril 14, 2024
spot_img
HomeEspírito SantoJustiça manda soltar mulher presa com cocaína e centenas de munições em...

Justiça manda soltar mulher presa com cocaína e centenas de munições em Pinheiros

Adriele Gomes Rola, de 24 anos, vai responder ao processo em liberdade, mediante o cumprimento de medidas cautelares.

A Justiça relaxou a prisão em flagrante de Adriele Gomes Rola, de 24 anos, e lhe concedeu liberdade provisória, durante a audiência de custódia realizada na manhã deste domingo (17). A informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça (TJES). Adriele foi presa na noite de sexta-feira (15), durante uma operação conjunta da Polícia Civil e da Polícia Militar, que visava cumprir um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça, em uma casa do bairro Domiciano, em Pinheiros, no Norte do Espírito Santo. Na residência, os policias encontraram de cocaína a centenas de munições. O advogado Arthur Borges Sampaio, que faz a defesa da suspeita, alega que o material apreendido não era de Adriele.

Publicidade

“A prisão preventiva, para ser decretada, deve ter como fundamento a garantia da ordem pública, da ordem econômica, da conveniência da instrução criminal ou a garantia da aplicação da lei penal, motivos estes que, em juízo de cognição sumária, não vislumbro, neste momento, em desfavor da flagrada. Em que pese o acentuado grau de reprovabilidade da condutada da autuada, que foi encontrada em posse de quantidade expressiva de entorpecentes e munições, considerando suas condições pessoais, tendo em vista que se trata de pessoa primária, possivelmente gestante, e responsável pelo cuidado de dois filhos menores, entendo que, ao menos por ora, a decretação da prisão não é a medida mais adequada para o caso em análise”, assinalou a juíza Paula Moscon.

Publicidade

A juíza determinou medidas cautelares, diferentes da prisão, como o uso de tornozeleira eletrônica com a proibição de sair do município, a menos com autorização da Justiça para trabalhar, e o recolhimento domiciliar noturno, de 22h às 5h.

Apreensão e prisão

A Polícia Civil e a Polícia Militar informaram terem apreendido na noite de sexta-feira (15), quantidade expressiva de drogas além de material para embalo e pesagem do conteúdo ilícito, o que sugere que o local era usado como ponto de comércio de entorpercentes.

A Polícia Civil informou que a mulher, de 24 anos, conduzida à Delegacia Regional de Nova Venécia, foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo. Após os procedimentos de praxe, ela foi encaminhada ao sistema prisional. Neste domingo (17), durante a audiência de custódia, a Justiça determinou a soltura da mulher.

Segundo o advogado Arthur Borges Sampaio, que faz a defesa da mulher presa, Adriele Gomes Rola ‘não é dona da droga apreendida’. “A mulher não tem passagem pela Justiça anterior e nós vamos demonstrar a verdade dos fatos nos autos. É preciso lembrar que a Constituição Federal assegura o direito à presunção de inocência, se trata de uma mãe de dois filhos, que tem endereço fixo e foi obrigada a abrigar os entorpecentes em casa em um bairro dominado pelo tráfico”, declarou. O advogado pediu a liberdade provisória de Adriele Gomes Rola, ou então, a prisão domiciliar dela. A Justiça determinou a liberdade provisória mediante o cumprimento de medidas cautelares.

*Texto em atualização

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE