domingo, maio 26, 2024
spot_img
HomeNoroeste do ESJustiça nega liberdade a irmãos suspeitos de ataque que matou entregador em...

Justiça nega liberdade a irmãos suspeitos de ataque que matou entregador em São Gabriel da Palha

Jocelino Alves de Souza, de 37 anos, e Charles de Souza, de 32, vão seguir presos. Juiz diz que eles fizeram do crime um "meio de vida".

A Justiça converteu em preventiva (por tempo indeterminado), a prisão em flagrante dos irmãos Jocelino Alves de Souza, de 37 anos, e Charles de Souza, de 32, presos no domingo (17), suspeitos de de um ataque a tiros que matou o entregador de gás e água,  Luiz Carlos Frederico, de 39 anos, e baleou um cliente de uma distribuidora, no bairro Jardim de Infância, em São Gabriel da Palha, no Noroeste do Espírito Santo. A irmã dos dois, Josiane Alves de Souza, também seguirá presa, já que no ato da prisão no domingo (17), foi achado drogas com os três. A decisão foi tomada pelo juiz Ewerton Nicoli, durante Audiência de Custódia realizada nesta terça-feira (19), que detalha que os policiais militares prenderam os suspeitos, após levantarem a informação da participação deles no homicídio e na tentativa de homicídio.

Publicidade

“Os autuados possuem histórico desfavorável. Todos os elementos aqui elencados evidenciam que os irmãos Charles, Jocelino e Josiane vêm fazendo do crime meio de vida, a justificar a constrição da liberdade para garantia da ordem pública”, assinala o magistrado na decisão que manteve os suspeitos presos.

Publicidade

O crime

Segundo a Polícia Militar, uma viatura foi acionada na tarde de domingo (17), com a informação de disparos de arma de fogo com duas vítimas, no bairro Jardim de Infância, em São Gabriel da Palha. No local, a corporação foi informada que dois suspeitos em uma moto passaram atirando. O entregador de gás e água, identificado como Luiz Carlos Frederico, de 39 anos, foi baleado, socorrido para o hospital da cidade, onde morreu  ao dar entrada na unidade. Um cliente do estabelecimento, que seria o alvo dos bandidos, também foi baleado e socorrido para um hospital de Colatina. VÍDEO MOSTRA MOMENTO DO ATAQUE:

Prisão de suspeitos 

Segundo a PM, os militares realizaram levantamentos acerca do ocorrido e deslocaram até a residência onde moram os acusados, na Rua Senador Atilio Vivácqua, no bairro Jardim de Infância. No corredor que dá acesso a casa dos suspeitos, três indivíduos foram vistos correndo para o fundo do imóvel, porém foram alcançados e abordados. Durante as buscas foi encontrada uma sacola contendo um tablete grande de maconha, quatro pedaços de maconha de tamanho médio, um pedaço grande de maconha cortada e mais três pedaços grandes de crack, uma sacola com uma porção grande de maconha esfarelados, uma bucha de maconha, uma pedra de crack, uma bucha de cocaína, um dichavador, munição calibre .22. Os detidos e os materiais apreendidos foram encaminhados ao plantão policial de Nova Venécia.

Droga apreendida. Crédito: PMES

Ainda segundo a PM, a vítima sobrevivente conseguiu detalhar no hospital que estava no bar, e que estava no bar e, que do outro lado da rua havia um homem o encarando como se o estivesse vigiando. Que em seguida, uma dupla passou atirando.

A Polícia Civil informou que os dois suspeitos, de 32 e 37 anos, conduzidos à Delegacia Regional de Nova Venécia, foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Eles foram encaminhados ao presídio.

Presos vão passar por Audiência de Custódia

Segundo dados do Tribunal de Justiça (TJES), a Audiência de Custódia dos irmãos, Jocelino Alves de Souza, de 37 anos, e Charles de Souza, de 32, será nesta terça-feira (19). A Polícia Militar informou que eles são suspeitos do ataque, e que foram presos em flagrante no Jardim de Infância, na tarde de domingo (17). Os irmãos estão no Centro de Detenção Provisória da São Mateus, conforme a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

Morte de entregador chocou cidade

Luiz Carlos Frederico chegou a ser socorrido, mas não resistiu e faleceu. Crédito: Reprodução / Facebook

A morte  do entregador de gás e água, Luiz Carlos Frederico, durante o trabalho, provocou uma efervecência social de repúdio ao crime neste domingo (17), no bairro Jardim de Infância, em São Gabriel da Palha, no Noroeste do Espírito Santo. Luiz Carlos Frederico, foi atingido por tiros durante um ataque à distribuidora em que ele trabalhava. Um cliente do local, que seria o alvo dos bandidos, foi baleado e socorrido. Nas redes sociais, amigos e autoridades lamentam a morte do funcionário da dsitribuidora que era muito querido na cidade. Dois suspeitos foram presos momentos após o crime, e estão sendo ouvidos na Delegacia Regional de Nova Venécia.

O prefeito de São Gabriel da Palha, Tiago Rocha (União Brasil), lamentou a morte de Luiz Carlos Frederico. “Presto minha irrestrita solidariedade e condolências à família e amigos do Luiz, que sempre esteve presente na história da nossa cidade. É uma perda retumbante, dolorosa e inaceitável. Desejo aos criminosos, já presos pelo crime, o rigor da lei. Vamos cobrar do governo do estado uma ação ainda mais efetiva de inteligência, e operacionalidade para combater o crime em São Gabriel, e evitar que barbáries como essa se repitam”, disse o prefeito.

O influenciador digital Julio Cezar de Souza, disse que a morte de Luiz é “revoltante”.

Um leitor do portal REDENOTÍCIA.ES escreveu: “Notícia triste para o município de São Gabriel da Palha. Luiz era alegria e força”. Outro disse: “Sempre lembraremos de você, com sua simpatia, e felicidade que contagiava a todos, meu amigo. Descanse em paz, e que a justiça seja feita”.

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE