sábado, fevereiro 24, 2024
spot_img
HomeEcoporangaMarido encontra mulher morta em Ecoporanga; vizinha é suspeita

Marido encontra mulher morta em Ecoporanga; vizinha é suspeita

Caso ocorreu nesta terça-feira (11).

Uma mulher identificada como Ilda Rodrigues Melo, de 60 anos, foi encontrada morta pelo marido, no quintal de casa, por volta de 10h nesta terça-feira (11), em um sítio no Córrego Água Branca, na zona rural de Ecoporanga. A vítima apresentava lesões na cabeça. Uma outra mulher, vizinha do casal, que teria deficiência mental, foi presa suspeita de cometer o crime.

Publicidade

A Polícia Militar informou que foi acionada por volta das 10h desta terça-feira (11) e prosseguiu o endereço, para verificar a informação de encontro de cadáver. No local, os militares fizeram contato com um homem de 56 anos que relatou que teria saído de casa por volta das 05h30 e ido até o curral da propriedade tirar leite. Disse ainda que no trajeto, inclusive, teria visto uma vizinha saindo das dependências do sítio, mas não desconfiou de nada, visto que a mulher transitava constantemente pelos sítios da região.

Publicidade

No entanto, ao retornar o homem localizou a esposa caída na área externa da casa, com graves lesões na cabeça. A guarnição constatou que a vítima já estava em óbito e, em seguida, foi até a casa da suspeita vista no local horas antes. Já no endereço, um familiar relatou que a mulher teria chegado em casa muito nervosa e pedido sabão para lavar os pés e as mãos, tomando destino ignorado logo depois.

A PM acrescentou que buscas foram realizadas por toda a região e a suspeita de 43 anos foi localizada escondida no meio do mato, cerca de 700 metros do local do crime. A mulher foi detida e encaminhada à Delegacia Regional de São Francisco, acompanhada do pai, que alegou que a filha sofria de problemas mentais.

A Polícia Civil informou que a suspeita, de 43 anos, conduzida à Delegacia Regional de Barra de São Francisco, foi ouvida e liberada após a autoridade policial entender que não haviam elementos suficientes para lavrar auto de prisão em flagrante naquele momento. O caso segue sob investigação da Delegacia de Polícia (DP) de Ecoporanga. O corpo da vítima, uma mulher de 60 anos, foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE