quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_img
HomeTragédiaMenino de 3 anos morre afogado em parque aquático e amigo do...

Menino de 3 anos morre afogado em parque aquático e amigo do pai é preso no ES

Um amigo do pai da criança, que estava responsável por olhar o menino após o pai sair do local, foi preso em flagrante e autuado por homicídio em decorrência de omissão. Ele foi encaminhado ao sistema prisional. 

Um menino de apenas três anos de idade morreu afogado na tarde de sábado (11), em um parque aquático no bairro Coramara, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. Um amigo do pai da criança, que estava responsável por olhar o menino após o pai sair do local, foi preso em flagrante e autuado por homicídio em decorrência de omissão. Ele foi encaminhado ao sistema prisional.

Publicidade

Segundo a Polícia Militar, policiais foram acionados para verificar a informação de um menino, de três anos, havia se afogado em um parque aquático e que o fato teria acontecido possivelmente por negligência dos pais. Quando a equipe da PM chegou ao local, o Samu já estava prestando atendimento à vítima. O proprietário do parque relatou que estava no estabelecimento no momento em que a criança se afogou. Disse ainda que visualizou o pai se ausentado da área da piscina e deixando parque aquático de motocicleta.

Publicidade

Ainda segundo a PM, o dono do parque contou que quando o homem retornou, a criança já estava na ambulância recebendo atendimento. O pai da criança disse que se ausentou para buscar uma amiga e quando retornou o filho já estava na ambulância. Afirmou ainda que saiu do local por, aproximadamente, dez minutos e que o menino não estava usando boia. O homem contou que o filho ficou sob a responsabilidade de um amigo. O amigo disse aos policiais que estava com a filha menos na piscina e vigiava o menino que estava em outra piscina, a aproximadamente 80 metros.

Segundo a versão do amigo do pai, quando ele foi buscar um objeto na bolsa, ainda na área da piscina, um outro homem chegou com o menino no colo, desacordado, dizendo que a criança tinha se afogado. Em seguida, um homem se apresentou como fisioterapeuta e realizou o primeiro atendimento. Este profissional disse que visualizou a situação de um possível afogamento e ao se aproximar constatou que uma criança teria se afogado e estava desacordada. Então iniciou o primeiro atendimento e verificou que a vítima apresentava palidez e estava sem pulso. Minutos depois teria chegado o Samu, que tentou reanimar o menino, porém sem sucesso. Diante do fato, o pai do menino e o amigo do homem foram encaminhados para a 7ª Delegacia Regional de Cachoeiro.

Para a Rede Notícia, a Polícia Civil informou que a perícia foi acionada na tarde deste sábado (11) para uma ocorrência de afogamento com vítima fatal no bairro Coramara, em Cachoeiro de Itapemirim. O corpo da vítima, uma criança do sexo masculino, foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares.

Informou ainda que dois homens, de 25 e 26 anos, foram conduzidos à Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim. O amigo do pai da criança, de 25 anos, foi autuado em flagrante por homicídio por omissão. Como não recolheu a fiança arbitrada pela autoridade policial, foi encaminhado ao sistema prisional. O pai, de 26 anos, foi ouvido e liberado, já que a autoridade policial não identificou elementos suficientes para realizar a prisão em flagrante naquele momento.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE