quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_img
HomeDestaqueMicrorregiões do Norte debatem proposta orçamentária em audiência pública na Câmara Nova...

Microrregiões do Norte debatem proposta orçamentária em audiência pública na Câmara Nova Venécia

Primeira audiência da Comissão de Finanças reuniu gestores e moradores das microrregiões Noroeste, Doce, Nordeste e Centro-Oeste

Medidas de segurança hídrica para prevenir enchentes e secas no norte do estado, a necessária regionalização da saúde e mais atenção com a segurança e as culturas locais foram assuntos abordados na primeira audiência pública sobre a proposta de Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2024. A reunião foi realizada pela Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa (Ales) e debateu o Projeto de Lei (PL) 815/2023, que estima os investimentos para o próximo ano. 

Publicidade

O evento reuniu autoridades e gestores das microrregiões Noroeste, Rio Doce, Nordeste e Centro-Oeste e aconteceu na quarta-feira (18), na Câmara Municipal de Nova Venécia. O deputado Tyago Hoffmann (PSB), presidente da Comissão de Finanças, apontou a importância de abrir o debate com a população e os gestores para colher críticas, opiniões e sugestões sobre os gastos a serem realizados no próximo ano. O resultado dos debates será levado em conta na formulação definitiva da LOA 2024, segundo Hoffmann.

Publicidade

Hospital regional

O presidente da Câmara Municipal de Nova Venécia, vereador Juarez Oliosi (PSB), considerou oportuno discutir o Orçamento por microrregião. Ele lembrou que há demandas importantes como um hospital regional, mais recursos para a mobilidade urbana e segurança. Oliosi disse que o efetivo policial não passa de 50  e é  insuficiente para atender os sete municípios. 

O vice-prefeito de Nova Venécia, Paulo Roberto Damasceno (Solidariedade), agradeceu a oportunidade de a região apresentar suas sugestões ao Orçamento anual.

A regionalização da saúde e mais recursos para o translado de pacientes dos municípios para os principais centros de saúde do estado também foram pauta da reunião. A demanda foi registrada pelo prefeito de Ponto Belo, Jaiminho (PSB). Atualmente, segundo ele, devido à falta de equipamentos na região, há muitos gastos com transporte para Vitória de pacientes que não conseguem ser atendidos nos municípios.

Segurança hídrica

Pleiteando mais recursos para a segurança hídrica, o prefeito de Marilândia, Gutim (PSB), pediu investimento na construção de barragens e em saneamento básico, acentuando que o governador é municipalista e tem investido em todos os municípios. O prefeito destacou que os municípios não têm condições de cumprir a meta estabelecida para tratar totalmente o esgotamento urbano até 2033, sendo necessária mais verba para a área.

A mesma reivindicação foi feita pelo presidente da Câmara Municipal de Pedro Canário, Dênis Pereira Amâncio (PSDB), que defendeu a construção de uma barragem no Rio Itaúnas para enfrentar as secas frequentes na região. 

O promotor de Justiça do Ministério Público do Espírito Santo na região, Lélio Marcarini, reivindicou uma delegacia para atender a região. Marcarini também elencou outras demandas: a preservação de áreas de proteção ambiental como a da Pedra do Elefante e atenção particular para a agricultura local, um orçamento regional para a agricultura que considere as peculiaridades regionais. 

A prefeita de Boa Esperança, Fernanda Milanese (Solidariedade), destacou a importância de governar juntos para poder tomar as decisões certas para a região e para os municípios. Ela disse acreditar que a população vai ocupar cada vez mais os espaços políticos.

Cultura, turismo e lazer

O secretário municipal de Cultura e Turismo de Nova Venécia, João Júnior dos Santos, demonstrou preocupação com os valores previstos para cultura, turismo e lazer. Ele considerou baixos os montantes, comparando-os com outras secretarias, dada a importância das áreas para a população. 

É o caso dos recursos necessários para o restauro do Centro Cultural Casarão, atingido pelas enchentes de 2013 e 2022 em Nova Venécia. O secretário recebeu a informação do deputado Tyago Hoffmann de que tais recursos podem ter sua destinação estudada a partir do momento em que for formalizada a demanda na Secretaria Estadual de Cultura, acompanhada do projeto correspondente. 

A previsão orçamentária para os 32 municípios que compõem as quatro microrregiões do norte do estado chega a R$ 1,3 bilhão, aproximadamente. A distribuição, também em números aproximados, está assim:

Distribuição orçamentária

  • Microrregião Noroeste, pouco mais de R$ 220 milhões, reunindo os municípios de Água Doce do Norte, Águia Branca, Barra de São Francisco, Ecoporanga, Mantenópolis, Nova Venécia e Vila Pavão.
  • Microrregião Rio Doce, cerca de R$ 380 milhões, reunindo os municípios de Aracruz, Ibiraçu, João Neiva, Linhares, Rio Bananal e Sooretama.
  • Microrregião Nordeste, também cerca de R$ 380 milhões, distribuídos entre os municípios de Boa Esperança, Conceição da Barra, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo e São Mateus.
  • Microrregião Centro-Oeste, aproximadamente R$ 350 milhões, envolvendo os municípios de Alto Rio Novo, Baixo Guandu, Colatina, Governador Linderberg, Marilândia, Pancas, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Roque do Canaã e Vila Valério. 

Mesa

Além do presidente da Comissão de Finanças, deputado Tyago Hoffmann (PSB), compuseram a mesa de trabalho o vice-prefeito de Nova Venécia, Paulo Roberto Damasceno (Solidariedade); o presidente da Câmara Municipal, vereador Juarez Oliosi (PSB); a prefeita de São Domingos do Norte, Ana Izabel Malacarne Oliveira (DEM); prefeita de Boa Esperança, Fernanda Milanese (Solidariedade); o prefeito de Mucurici, Atanael Passos Wagmacker (MDB); o prefeito de Ponto Belo, Jaiminho (PSB); o prefeito de Marilândia, Gutim (PSB); o presidente da Câmara Municipal de Pedro Canário, Dênis Pereira Amâncio (PSDB); o promotor de Justiça do Ministério Público do Espírito Santo na região, Lélio Marcarini; e o defensor público Ricardo Parteli Rosa.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE