quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_img
HomeCrime"Não esperava tamanha crueldade", diz soldado golpeada no rosto durante abordagem

“Não esperava tamanha crueldade”, diz soldado golpeada no rosto durante abordagem

A soldado Lorena de Oliveira Barros Brito levou sete pontos na face e precisou passar por cirurgia após agressão durante o trabalho

“Fui agredida, golpeada por duas mulheres que estavam tentando impedir a prisão de uma possível traficante. Não esperava tamanha crueldade, pois até então eu não havia usado nenhum tipo de força com as mesmas, apenas verbalizei, mas ainda assim fui vítima de um golpe no rosto com um objeto cortante”. Essas são as palavras da soldado da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), Lorena de Oliveira Barros Brito, agredida e ferida por uma mulher durante uma abordagem na noite desta segunda-feira (4), em Mantenópolis.

Publicidade

A soldado foi socorrida por colegas, e precisou ser submetida a uma intervenção cirúrgica na face onde levou sete pontos. O objeto usado no ataque não foi encontrado.

Publicidade
A soldado da PM Lorena de Oliveira Barros Brito foi agredida a soco e com um objeto não identificado que estava nas mãos da agressora. Crédito: Reprodução / Montagem Rede Notícia

Segundo a Polícia Militar, durante patrulhamento no bairro Ipiranga, policiais militares avistaram um homem e uma mulher em uma movimentação que a corporação chamou de “estranha”, sendo que o suspeito pegou alguns invólucros dentro de um pote, entregou para a mulher e ela repassou para um outro homem.

“A equipe, ao realizar a abordagem nos envolvidos, o indivíduo de 21 anos fugiu pulando alguns muros e tomando destino ignorado. O outro suspeito foi abordado seguido de busca pessoal, sendo encontradas com ele duas unidades de pedra de crack. A mulher também foi abordada, mas nada de ilícito foi encontrado. Questionado, o indivíduo afirmou ser usuário de drogas e que foi até aquele local adquirir o entorpecente da mulher e do suspeito. Devido ao fato, a mulher, de 50 anos, recebeu voz de prisão”, diz a nota da PM.

Ainda segundo a Polícia Militar, “no ato da detenção, chegou no local o suspeito que havia fugido da abordagem policial, juntamente com duas mulheres e outras pessoas não identificadas que começaram a confrontar os policiais militares com empurrões e agressões na tentativa de impedir a prisão da mulher. Eles gritavam a todo momento que iriam quebrar as viaturas e colocar fogo no Destacamento de Polícia Militar”.

De acordo com a PM, “foi necessário o uso do spray de pimenta para afastar as pessoas de perto dos militares. Todos correram do local e a mulher que já estava detida tentava fugir a todo momento. Durante o trajeto para a Delegacia de Barra de São Francisco, ainda em Mantenópolis, a equipe foi solicitada para que retornasse ao destacamento, pois haviam pessoas na porta do DPM na tentativa de resgatar os detidos, que não se encontravam lá”.

No local, os militares avistaram cinco pessoas muito alteradas na porta do destacamento e quando a soldado Lorena foi verbalizar, uma mulher a agrediu com um soco na região da face utilizando-se de um material não identificado, colocado entre os dedos. Posteriormente, dois indivíduos pegaram o material e correram do local tomando destino desconhecido. Já a PM, caiu ao chão devido a forte agressão e foi levada para o Pronto Atendimento (PA) do município.

“Imediatamente, outros militares utilizaram técnicas de imobilização e spray de pimenta para tentar atenuar a situação. Um indivíduo e duas mulheres foram detidos. Todos os detidos foram encaminhados para a Delegacia Regional de Barra de São Francisco”, informou a Polícia Militar, por nota.

Procurada pela Rede Notícia, a Polícia Civil informou que “três suspeitas, de 19, 36 e 50 anos, e um suspeito, de 21 anos, foram conduzidos à Delegacia Regional de Barra de São Francisco. A mulher, de 19 anos, foi autuada em flagrante por resistência, desacato, incitação ao crime e associação criminosa. A mulher, de 36 anos, foi autuada em flagrante por resistência, desacato, lesão corporal, incitação ao crime e associação criminosa. A mulher, de 50 anos, foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. O homem, de 21 anos, foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, dano ao patrimônio, resistência, desacato e associação criminosa. Todos foram encaminhados ao sistema prisional”. Os nomes dos presos não foram divulgados.

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE