domingo, fevereiro 25, 2024
spot_img
HomeDestaqueNova Venécia anuncia que não disputará a Copa Verde

Nova Venécia anuncia que não disputará a Copa Verde

No dia em que Confederação Brasileira de Futebol (CBF), divulgou detalhes da Copa Verde 2022, o Nova Venécia Futebol Clube anunciou que não participará da edição desta temporada.

Publicidade

Em suas páginas nas redes sociais, o clube comunicou que não ficará com a vaga a qual tem direito, conquistada com o título da Copa Espírito Santo 2021.

Publicidade

“Nossa diretoria e comissão técnica atestaram que participar do torneio seria inviável tanto esportivamente quanto financeiramente. Por isso, infelizmente não estaremos neste grande torneio e focaremos os nossos esforços na montagem do time e nas melhorias na estrutura visando o ano de 2023”, disse a nota emitida pelo clube, assinada pelo presidente Antônio Marcos de Andrade.

De acordo com ofício enviado pela CBF, os clubes precisam confirmar a participação até o meio dia desta sexta-feira, dia 26 e, caso tenha alguma desistência, não haverá substituição. Com isso, apenas o Real Noroeste, campeão Capixaba em 2021, deverá representar o Espírito Santo na competição, marcada para começar no dia 25 de outubro.´

“É desleal participar de uma competição onde poucos clubes estão em atividade e maioria não”, diz presidente do Manaus FC

Outro clube que se mostrou surpreendido com a notícia da realização da Copa Verde ainda em 2022 foi o Manaus FC.

O presidente Giovanni Silva se mostrou decepcionado com a decisão, haja vista a situação que vários clubes da competição estão vivendo. “O que vai fazer quem encerrou seu calendário e dispensou elenco? E quem vive momento delicado tentando sair de uma zona de rebaixamento? E quem já não tem dinheiro para competir?”

Com o fim da sua participação no Campeonato Brasileiro Série C 2022, o Manaus vive uma reformulação interna, já tendo liberado 70% do seu elenco e iniciando os trabalhos visando o ano que vem, que inclui a participação tanto na Copa Verde 2022 quanto na 2023.

O presidente reafirmou a postura do clube nesses quase 10 anos de existência, mas deixa claro que não irá compactuar da decisão. “O Manaus Futebol Clube sempre honrou com seus compromissos, na medida que esses mesmos compromissos honraram com ele e os times participantes. Não irei legitimar uma decisão que não foi feita com a presença dos clubes participantes”.

“É desleal participar de uma competição onde poucos clubes estão em atividade e maioria não. Tem de haver essa compreensão. (…) Se a Copa Verde se concretizar ainda em 2022, será a primeira vez na história do clube que não iremos participar de uma competição”, concluiu Giovanni Silva.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE