terça-feira, maio 21, 2024
spot_img
HomeDestaqueNova Venécia investe quase R$ 1 milhão em entidades beneficentes

Nova Venécia investe quase R$ 1 milhão em entidades beneficentes

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria de Assistência Social (Sema), com um compromisso em promover o bem-estar social e auxiliar as entidades beneficentes locais de cunho social, investe quase R$ 1 milhão anualmente, com recursos próprios, em organizações como a Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (APAE), Associação Espírita Lar de Abigail, Casa do Vovô Augustinho Batista Veloso e a Associação Projeto Vida de Nova Venécia. A fim de garantir a eficiência e transparência desses investimentos, a Semas realiza um monitoramento detalhado para verificar como esses recursos estão sendo aplicados.

Publicidade

O programa de investimento em entidades beneficentes de Nova Venécia tem demonstrado resultados promissores. A destinação de recursos financeiros oferece apoio às famílias, crianças, adolescentes, idosos em situação de vulnerabilidade e pessoas com deficiência, que tem contribuído significativamente para melhorar a qualidade de vida dos beneficiados.

Publicidade

Com o objetivo de garantir a correta aplicação dos recursos, a Secretaria de Assistência Social realiza um minucioso monitoramento das entidades beneficiadas.

Esse monitoramento envolve visitas periódicas às instituições, análise documental, relatórios de prestação de contas e reuniões com representantes das entidades. A responsável pelo Setor de Vigilância Sociassistencial da Semas verifica se os recursos estão sendo utilizados de acordo com os fins propostos, se estão gerando impacto positivo nas vidas dos assistidos e se há transparência na gestão financeira.

“Nosso trabalho objetiva verificar a efetiva aplicação de recursos e estreitar os laços entre a Secretaria de Assistência Social com as entidades, uma vez que trabalhamos em parceria para atender o público da Assistência Social com qualidade. É possível ainda identificar dificuldades, pensar novas estratégias e avaliar o alcance das metas. O monitoramento é uma exigência da Lei 13.019/2014 que regula as parcerias entre o poder público e as organizações da sociedade civil que trabalham em consonância com as políticas públicas existentes”, pontua a servidora da Semas.

A secretária Municipal de Assistência Social destaca o trabalho de parceria. “É fato conhecido que as ações do Estado não conseguem abraçar todas as necessidades sociais, em virtude de tamanha demanda. As entidades entram neste contexto com o objetivo de ajudar uma causa social específica e proporcionar um benefício público, conciliando assim um impacto econômico e social e alavancando entregas de qualidade para a população, garantindo políticas públicas diversas e relevantes”, disse.

“Estamos trabalhando com lisura e compromisso, certos que os repasses para as entidades nos resultem em um atendimento integral para as famílias de vulnerabilidades sociais do nosso município, seja no âmbito da Proteção a Crianças, Adolescentes, Jovens ou Idosos”, finaliza a gestora.

Pra o ano de 2023 está previsto o valor de R$260 mil para a Apae, R$ 396 mil para a Casa do Vovô, R$ 310 mil para a Associação Espírita Lar de Abigail e R$ 109 mil para o Projeto Vida.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE