domingo, fevereiro 25, 2024
spot_img
HomeSaúdeO que acontece com o fígado quando a pessoa para de beber

O que acontece com o fígado quando a pessoa para de beber

O fígado é o maior órgão interno do corpo humano. Ele é necessário para centenas de processos corporais, incluindo a quebra de toxinas como o álcool.

*Ashwin Dhanda / The Conversation

Publicidade

De acordo com a mitologia grega, Zeus puniu Prometeu por ter dado fogo aos seres humanos. Ele acorrentou Prometeu e colocou uma águia para se banquetear com seu fígado. A cada noite, o fígado voltava a crescer e, a cada dia, a águia retornava para seu banquete. Na realidade, um fígado pode realmente voltar a crescer?

Publicidade

O fígado é o maior órgão interno do corpo humano. Ele é necessário para centenas de processos corporais, incluindo a quebra de toxinas como o álcool. Como é o primeiro órgão a “ver” o álcool que foi ingerido, não é de surpreender que seja o mais suscetível aos efeitos do álcool. Entretanto, outros órgãos, inclusive o cérebro e o coração, também podem ser danificados pelo uso excessivo de álcool a longo prazo.

Como especialista em fígado, encontro pessoas com doença hepática relacionada ao álcool todos os dias. Trata-se de um espectro de doença que vai desde o acúmulo de gordura no fígado (fígado gorduroso) até a formação de cicatrizes (cirrose) e, normalmente, não causa nenhum sintoma até os estágios finais do dano.

No início, o álcool torna o fígado gorduroso. Essa gordura faz com que o fígado fique inflamado. Em resposta, ele tenta se curar, produzindo tecido cicatricial. Se isso continuar sem controle, o fígado inteiro pode se tornar uma malha de cicatrizes com pequenas ilhas de fígado “bom” no meio – cirrose.

Nos estágios finais da cirrose, quando o fígado falha, as pessoas podem ficar amarelas (icterícia), inchar com líquido e ficar sonolentas e confusas. Isso é grave e pode ser fatal.

A maioria das pessoas que bebem regularmente mais do que o limite recomendado terá um fígado gorduroso. Que limite é esse? Cerca de seis pints (cada pint tem 570 ml) de cerveja de teor alcoólico normal (4% Alcohol By Volume) por semana ou cerca de seis taças médias (175 ml) de vinho (14% ABV). O uso prolongado e intenso de álcool aumenta o risco de desenvolvimento de cicatrizes e cirrose.

Um homem com icterícia puxa uma pálpebra para baixo.
Pele e olhos amarelados são sinais de um fígado danificado. Crédito: reative Cat Studio/Shutterstock

Boas notícias

Felizmente, há boas notícias. Em pessoas com fígado gorduroso, depois de apenas duas ou três semanas de abandono do álcool, o fígado pode se curar e ficar com aparência e funcionamento como novos.

Em pessoas com inflamação hepática ou cicatrizes leves, mesmo sete dias após o abandono do álcool, há reduções perceptíveis na gordura, na inflamação e nas cicatrizes do fígado. A interrupção do uso de álcool por vários meses permite que o fígado se recupere e volte ao normal.

Em bebedores pesados com cicatrizes mais graves ou insuficiência hepática, o abandono do álcool por vários anos reduz a chance de agravamento da insuficiência hepática e morte. No entanto, as pessoas que bebem muito podem ser fisicamente dependentes do álcool e parar repentinamente pode causar abstinência alcoólica.

Em sua forma leve, ela causa tremores e sudorese. Mas se for grave, pode causar alucinações, convulsões e até mesmo a morte. A abstinência nunca é recomendada para bebedores pesados, que devem procurar orientação médica sobre como abandonar o álcool com segurança.

Outros benefícios

Deixar de beber também tem efeitos positivos sobre o sono, a função cerebral e a pressão arterial.

Evitar o álcool por longos períodos também reduz o risco de vários tipos de câncer (inclusive de fígado, pâncreas e cólon) e o risco de doenças cardíacas e derrames.

Entretanto, o álcool não é a única causa de problemas de saúde. Abandoná-lo traz muitos benefícios à saúde, mas não é uma panaceia. Ele deve ser visto como parte de um estilo de vida saudável, incluindo uma dieta equilibrada e exercícios físicos regulares.

Portanto, para responder à pergunta feita pelo mito de Prometeu, o fígado tem um poder incrível de se reparar depois de ter sido danificado. Mas ele não pode voltar a crescer como novo se já tiver sofrido cicatrizes graves.

Se você parar de beber e tiver apenas um fígado gorduroso, ele poderá voltar ao normal rapidamente. Se você já tinha um fígado com cicatrizes (cirrose), a interrupção do consumo de álcool permitirá alguma cicatrização e melhora da função, mas não poderá desfazer todos os danos já causados.

Se quiser cuidar de seu fígado, não beba álcool. Mas, se precisar, beba com moderação e tenha de dois a três dias sem álcool por semana. Dessa forma, você não precisará contar com o poder mágico de autocura do fígado para se manter saudável.


The Conversation

Texto escrito por Ashwin Dhanda, Professor Associado de Hepatologia, da Universidade de Plymouth

Este artigo foi republicado de The Conversation sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE