quinta-feira, fevereiro 29, 2024
spot_img
HomeEspírito SantoPecuarista mineiro suspeito de raiva humana está internado em hospital do Espírito...

Pecuarista mineiro suspeito de raiva humana está internado em hospital do Espírito Santo

Vítima foi atendida em Mantena (MG), transferida para Barra de São Francisco (ES) e depois levada para um hospital da Grande Vitória. Vírus costuma ser mortal.

A Prefeitura de Mantena, em Minas Gerais, divulgou neste domingo (16), uma “Comunicação de Risco” para detalhar as informações oficiais sobre o caso suspeito de contaminação de raiva humana, em um agricultor e pecuarista de 60 anos, que mora na zona rural da cidade, que faz divisa com Barra de São Francisco, no Espírito Santo. O vírus é fatal em quase 100% dos casos.

Publicidade

De acordo com o documento, a vítima deu entrada no Hospital Dr. Alceu Melgaço Filho, em Barra de São Francisco no dia 7 de abril. Na ocasião, o agricultor e pecuarista apresentava um quadro de confusão mental e evoluiu para piora clínica que resultou na transferência da vítima para um Centro de Terapia Intensiva (CTI) no mesmo hospital já no dia seguinte – 8 de abril. “Momento em que foi aventada a hipótese diagnóstica de raiva humana”, diz o documento.

Publicidade

Amostras laboratoriais foram colhidas para a realização de exames e o caso segue em investigação. De acordo com o comunicado, durante a suspeição diagnóstica, familiares da vítima relataram ao médico que dias antes do início dos sintomas, o homem havia manuseado um bezerro apresentando comportamento atípico e salivação excessiva. O homem achou que o animal estava engasgado e introduziu as mãos, braço e antebraço na cavidade oral do animal na tentativa de desengasgá-lo. Dias depois, o bezerro apresentou piora do quadro e foi tomada a decisão de sacrificá-lo e incinerá-lo.

“Tal decisão foi tomada no intuito de evitar possível disseminação de doença a outros animais. Contudo, o homem não aventou a possibilidade de que poderia ser um quadro de raiva animal e deixou de procurar pelos serviços de saúde do município para profilaxia pós-exposição”, diz o comunicado da Prefeitura de Mantena. Profilaxia é o termo utilizado para denominar as medidas utilizadas na prevenção ou atenuação de doenças.

“Passados alguns dias, o homem começou a apresentar manifestações clínicas neurológicas, e procurou o serviço de urgência do município de Mantena que, ao compreender a gravidade do quadro, o transferiu para o Hospital Dr. Alceu Melgaço Filho, em Barra de São Francisco, no Espírito Santo”, diz outro trecho do documento.

“O paciente permanece internado em estado crítico. E, na madrugada do dia 16 de abril (às 3h30), considerando a gravidade do quadro, fora realizada a transferência para o Hospital Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, no Espírito Santo. O caso foi notificado como suspeito para raiva humana pelo município de Mantena e a equipe da Superintendência Regional de Saúde de Governador Valadares (MG) e a equipe de saúde do município de Mantena (MG) seguem o processo de investigação”, diz o comunicado.

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE