domingo, fevereiro 25, 2024
spot_img
HomeEspírito SantoDois suspeitos morrem em confronto com a PM na Capital do Espírito...

Dois suspeitos morrem em confronto com a PM na Capital do Espírito Santo

Comandante-geral da Polícia Militar no ES, coronel Douglas Caus, conversou com a Rede Notícia na noite desta sexta-feira (26)

Dois suspeitos armados morreram e um ficou ferido durante uma intensa troca de tiros com policiais militares da Força Tática do 1º Batalhão, no Complexo da Penha, em Vitória, no Espírito Santo, nesta sexta-feira (26). Com os suspeitos, os policiais apreenderam drogas, munições, uma pistola 380, uma pistola 9 milímetros, e radiocomunicadores. Em entrevista à Rede Notícia nesta noite, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Douglas Caus, detalhou o ocorrido.

Publicidade

Segundo o coronel Caus, o confronto ocorreu quando policiais militares fizeram uma incursão na Escadaria dos Trabalhadores, conhecida como um dos principais pontos de comércio ilegal de drogas no bairro da Penha. Ao visualizar a presença policial, cerca de 10 indivíduos armados, que seriam integrantes da facção criminosa Primeiro Comando de Vitória (PCV) começaram a atirar contra os PMs, que revidaram. Ao avançarem adentrando ao bairro, houve novos confrontos, segundo o coronel. Dois suspeitos foram baleados, e socorridos pelos PMs para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), o antigo São Lucas, em Vitória, onde tiveram o óbito confirmado. Um terceiro suspeito, identificado como João Vitor Lopes Loureiro, de 24 anos, quebrou os dois pés ao pular de um barranco quando tentava fugir das equipes policiais. Ele foi socorrido para o HEUE.

Publicidade

“A Polícia Militar tem feito diversas operações todos os dias. Diariamente são cerca de 70 policiais que fazem o policiamento no Complexo da Penha e, nesta sexta-feira (26), nossos policiais foram recebidos um grupo de aproximadamente 10 indivíduos armados, que atacaram os policiais, que dentro da legalidade, estrito cumprimento do dever legal, uso progressivo da força e legítima defesa reagiram ao ataque. A Polícia Militar do Espírito Santo não permitirá que facções criminosas dominem qualquer território capixaba”, disse o coronel Douglas Caus.

O comandante da PM capixaba lembra que o suspeito ferido, João Vitor Lopes Loureiro, tem mandado de prisão em aberto pelo crime de tráfico de drogas. Em 2021, ele foi preso com Thiago Moraes Pereira Pimenta, vulgo Panda, que é irmão de Marujo, chefe do PCV, foragido. Panda segue preso.

O Primeiro Comando de Vitória (PCV) é considerado pela polícia o maior grupo criminoso atuante no Espírito Santo. Apesar de ter a sede no Bairro da Penha e Bonfim, em Vitória, a facção se expandiu por todo o Estado. Tem como líder Fernando Moraes Pereira Pimenta, o Marujo, que está foragido.

Para o coronel Douglas Caus, o Espírito Santo, não pode se transformar em outros estados, numa referência ao controle de territórios por facções criminosas, e mandou um recado. “Ou o bandido sai da profissão de bandido e se entrega ou ele sai do Espírito Santo”, disse.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE