segunda-feira, junho 24, 2024
spot_img
HomeDestaquePráticas pedagógicas são destaques na EMEF São Cristóvão

Práticas pedagógicas são destaques na EMEF São Cristóvão

A Secretaria Municipal de Educação (Seme), cumprindo seu cronograma de Assessoramento Pedagógico, esteve, nesta quinta e sexta-feira, dias 19 e 20, na EMEF São Cristóvão, para analisar, com a equipe da unidade ensino, o Plano de Intervenção Pedagógica (PIP), dos anos iniciais do ensino fundamental.

Publicidade

O Assessoramento Pedagógico é uma estratégia prevista na Proposta Pedagógica do Ano Letivo de 2022. Com ele, professores, equipe gestora das escolas e da Seme podem monitorar os resultados das ações desenvolvidas para o Fortalecimento da Aprendizagem, um programa elaborado pela Secretaria que conta com outros vários programas, todos voltados para um objetivo único: o aumento da qualidade da educação e a alfabetização na idade certa, ou seja, até o segundo ano do ensino fundamental.

Publicidade

A Avaliação Diagnóstica da rede e a avaliação de fluência, por meio do “Alfabetização Aqui é pra Valer”,  são feitas periodicamente e têm seus resultados constantemente monitorados, a partir desses resultados, cada professor realinha seu planejamento, observando as habilidades ainda não alcançadas, para que sejam fortalecidas por meio de mais atividades.

Equipe de Assessoramento Pedagógico da Seme recebida pela diretora da unidade de ensino EMEF São Cristóvão, Charlene Turini

Para tornar o ensino mais atraente, os professores têm recebido formações dos programas implementados e têm se dedicado a oferecer um ambiente alfabetizador, com salas de aulas que permitem que a aprendizagem aconteça por meio de jogos, brincadeiras, fazendo uma prática pedagógica mais prazerosa para ambos, docentes e estudantes.

Materiais pedagógicos também foram adquiridos pela Prefeitura de Nova Venécia para o fortalecimento do Plano de Intervenção Pedagógica, todos os alunos recebem livros de língua portuguesa e matemática da coleção “Um giro pela aprendizagem”, além dos livros do Paes, em regime de colaboração, com a Secretaria Estadual de Educação (Sedu) e do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). 

Estudante utilizando material do Pacto pela Aprendizagem (Paes), uma parceria entre município e governo do estado, para alcançar a alfabetização na idade certa

A Secretaria Municipal de Educação aderiu também ao programa do governo federal, Tempo de Aprender, que oferta para as turmas de primeiro e segundo anos o Assistente de Alfabetização, um recurso humano que tem sido imprescindível para sanar as lacunas deixadas no processo de aprendizagem em consequência do período de aulas remotas durante a pandemia.

Segundo a professora do primeiro ano, Zenilda Cola Coutinho Callegari,  todos os recursos utilizados já têm se mostrado eficientes na recuperação da aprendizagem. “As formações contribuem para o meu fazer pedagógico, os materiais dinamizam o tempo, assim há um melhor aproveitamento das horas-aulas, aumentando os momentos de intervenção quando as crianças apresentam dificuldades. É nítida a evolução deles”, afirmou a docente.

Já para a coordenadora do ensino fundamental na Seme, Maria da Penha Pansiere, que acompanha o Assessoramento na escola desde 2021,  é possível observar a mudança no perfil leitor dos estudantes no decorrer desse período. “Temos leitores iniciantes já no primeiro ano e alunos leitores fluentes no segundo, como prevê a Base Nacional Comum Curricular para esta etapa da alfabetização. Estamos muito confiantes, pois todos os envolvidos têm se esforçado muito para executar todo o Plano de Ação traçado para esta unidade de ensino.” elogiou a técnica pedagógica.

Zenilda Cola Coutinho Callegari e Edna Ronquetti Marinodo, respectivamente , professoras do 1º e do 2º ano do ensino fundamental da EMEF São Cristóvão
ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE