sábado, julho 13, 2024
spot_img
HomeDestaquePrefeitura de Jaguaré orienta população sobre quando chamar o Samu

Prefeitura de Jaguaré orienta população sobre quando chamar o Samu

Serviço é gratuito e funciona 24 horas, exclusivamente para atendimentos de urgência e emergência em casos de risco à vida

Referência em socorro ágil e eficiente, o Samu – 192 pode ser melhor utilizado com a participação correta da população. Acontece que para que o serviço ocorra de forma rápida, é necessário que as pessoas contribuam repassando o máximo de informações possíveis para a equipe de atendimento. Portanto, para esclarecer dúvidas sobre o Samu – 192, a Secretaria Municipal de Saúde, orienta a população sobre quando realmente o serviço deve ser acionado.

Publicidade

Procedimentos corretos

Publicidade

Quando é solicitado um serviço de urgência e emergência pelo número 192, a ligação cai na Central de Regulação Samu, que fica em Vitória. No primeiro momento, os técnicos do atendimento telefônico identificam a emergência e coletam as primeiras informações sobre as vítimas e sua localização. Em seguida, as chamadas são remetidas ao médico regulador, que presta orientações de socorro às vítimas e aciona as ambulâncias de cada localidade quando necessário.

O que não fazer

Quando há um acidente, ignorar os primeiros socorros é crime, entretanto algo que pode ser perigoso para a vítima é o condutor realizar algum movimento desnecessário como por exemplo: mudar a vítima de posição; passar informações erradas para regulação médica; dar alguma bebida para a vítima tomar; retirar capacetes de motociclistas, entre outras situações.

Quando acionar o Samu – 192
– Parada cardiorrespiratória
– Dor bem forte no peito (infarto)
– Dificuldade de respirar/engasgo
– Suspeita de acidente vascular cerebral (derrame)
– Intoxicação (envenenamento)
– Queimadura grave
– Choque elétrico
– Acidente de trânsito com vítima
– Queda grave e fratura
– Afogamento
– Surto psiquiátrico
– Ferimento causado por arma de fogo ou arma branca
– Trabalho de parto com risco de morte para a mãe ou para o bebê
– Problemas cardiorrespiratórios
– Intoxicação e envenenamento
– Queimaduras graves
– Maus-tratos
– Trabalho de parto em que haja risco de morte da mãe ou do feto
– Tentativa de suicídio
– Crise de hipertensão e dores no peito de aparecimento súbito
– Acidentes/traumas com vítimas
– Afogamentos
– Choque elétrico
– Acidentes com produtos perigosos
– Suspeita de infarto ou AVC (alteração súbita na fala e perda de força em um lado do corpo são os sintomas mais comuns)
– Agressão por arma de fogo ou arma branca
– Crises convulsivas
– Outras situações consideradas de urgência ou emergência com risco de morte sequela ou sofrimento intenso.

Quando não chamar o Samu – 192
– Febre prolongada
– Dores crônicas
– Vômito e diarreia
– Levar pacientes para consulta médica ou para realizar exames
– Transporte de pessoa morta
– Dor de dente
– Transferência sem regulação médica prévia
– Trocas de sonda
– Corte com pouco sangramento
– Entorses
– Cólicas renais
– Transportes inter-hospitalares de pacientes de convênio
– Todas as demais situações onde não se caracterize urgência ou emergência médica.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE