quarta-feira, fevereiro 28, 2024
spot_img
HomeDestaquePrefeitura inaugura melhorias em duas escolas do interior

Prefeitura inaugura melhorias em duas escolas do interior

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Educação, entregou ontem, duas melhorias para a população veneciana do campo, uma em Santo Izidoro e outra na comunidade São Miguel Arcanjo.
Pela manhã, o prefeito e convidados estiveram em Santo Izidoro para inauguração das melhorias realizadas da EMEF “Córrego do Marcelino”, onde, entre recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) no valor aproximado de R$ 5.000 mil e próprios do município de R$ 12 mil, foram realizados serviços de parte elétrica, restauração de calçadas, cercamento, limpeza em geral, reparo no telhado, troca de alizares das portas e de básculas no banheiro e pintura em geral, totalizando R$ 17 mil, além da mão de obra do Setor de Serviços Gerais da Seme.

Publicidade

Durante a cerimônia de entrega das melhorias, um estudante fez questão prestar homenagens à gestão, por meio de um texto escrito por ele mesmo: “Senhor prefeito e senhora secretária de Educação, nós, alunos da EMEF Córrego do Marcelino, gostaríamos de agradecer pelos kits de materiais escolares, pelos uniformes, pela merenda de qualidade e pela reforma da escola, onde a equipe do tio Adevair (chefe do Setor de Obras da Seme) fez um excelente trabalho. Também queremos agradecer a toda equipe da Secretaria de Educação pelo apoio durante o ano letivo participando conosco do nosso aprendizado. Obrigado por acreditar em nós.” dizia a mensagem.

Publicidade

Cris Hélio Gava, coordenador da Comunidade, relatou como era a situação da escola quando ele era um dos estudantes. “Passa um filme na cabeça da gente. Eu estudei aqui já tem mais de 20 anos, mas aqui tinha uns 30 a 40 meninos, sentava um em cima da cabeça do outro, era fora da realidade (sic)”, disse referindo a única sala de aula existente na época para atender a todos.

Sobre o que achou das melhorias realizadas na escola, o morador se disse muito feliz. “A gente fica alegre,né, vendo que tem alguém, pessoas ainda quem olham pela nossa educação do campo, que isso daqui que faz nossas crianças permanecer no campo, porque se a gente for pegar essas crianças, levar pra cidade, elas vão querer a realidade de lá, elas não vão querer ficar aqui (sic)”, enfatizou.

À tarde foi a vez da EMEIEF “São Miguel” receber os convidados para inauguração. Por lá, a emoção também tomou conta dos moradores. A servidora aposentada, Dulce Maria Estenier Biral, lembrou dos tempos difíceis de trabalho na comunidade. “Trabalhei 21 anos nesta escola, não tinha água, não tinha fogão gás, não tinha geladeira, não tinha nada, lenha [a gente pegava] no meio do pasto, água era nos braços. Eu enfrentei tudo isso, hoje eu choro de emoção, em ver a escola tão bonita como ela tá (sic) hoje, tão organizada. Isso pra mim é um prêmio que Deus deixou para as crianças”, disse com a voz embargada.

Na reforma, foi adquirido pela escola, com recurso do PDDE, o valor de R$ 11 mil, e a pela prefeitura, materiais como cimento, tinta de piso, pó de brita, blocos, areia grossa, paralelepípedos, em média R$ 17 mil em recursos próprios, além de fornecer toda mão de obra, totalizando assim R$ 28 mil em investimentos, com os quais foram realizados os mesmos tipos de serviços estruturais já mencionados.

O Setor de Serviços Gerais da Seme, que conta com pedreiro, carpinteiro, eletricista, pintores e braçais, se dividiu em duas equipes, as quais ficaram quatro meses em cada uma até concluir as melhorias de infraestrutura necessárias às unidades de ensino.

Em 2022, a Seme implantou o serviço de Coordenação de Rota para as escolas do campo, a coordenadora responsável escreveu nas redes sociais sobre o trabalho desenvolvido nas escolas do campo. “Ontem foi um dia especial: a reinauguração da EMEIEF “São Miguel”. Minhas palavras são de gratidão a todos que ajudaram para que essa conquista fosse possível, a todos os pais que lutaram e reivindicaram por anos o direito dos filhos de estudarem em uma escola digna, ao vereador que protocolou o pedido, agradecer à secretária de Educação e ao prefeito, que possuem um olhar especial, tirando as escolas do campo do abandono, a todas as funcionárias da escola, e aos pedreiros e demais trabalhadores que não mediram esforços alcançar nosso objetivo”, publicou.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE