quinta-feira, julho 18, 2024
spot_img
HomeEspírito SantoPreso 6º suspeito de execução cruel de jovem inocente em Pinheiros

Preso 6º suspeito de execução cruel de jovem inocente em Pinheiros

Felipe Braga Pinheiros, de 19 anos, foi morto com requintes de crueldade

Foi preso na tarde desta terça-feira (2), o sexto suspeito de participar da execução do jovem Felipe Braga Pinheiros, de 19 anos, em Pinheiros, no Norte do Espírito Santo. O suspeito identificado apenas pelas iniciais D.S.M.S., de 20 anos, foi preso em casa, no bairro Santo Antônio, em cumprimento de um mandado de prisão expedido pela Justiça. A vítima foi assassinada no dia 6 de abril, mas o corpo só foi encontrado com marcas de tiros e de esmagamento do crânio no dia 7 de abril deste ano.

Publicidade

Segundo a Polícia Civil,  na casa do sexto preso foram realizadas buscas e apreendidos a quantia de R$ 5.265,00, além de anotações sugestivas de movimentação do tráfico de drogas. Na delegacia, o suspeito negou qualquer participação no crime.

Publicidade

Crime brutal

A investigação da Polícia Civil apontou que Felipe não tinha envolvimento com a criminalidade e, segundo a polícia, foi morto por uma facção criminosa da cidade após uma live com as primas no Instagram. Nela, a prima teria feito o gesto três com os dedos, que faz alusão a uma determinada facção criminosa na cidade.

“Posteriormente, no dia 06 de abril, Felipe foi a uma festa no bairro Santo Antônio, onde foi reconhecido por criminosos da facção criminosa PGS – ‘Bonde do Planalto – Galileia – Santo Antônio’, que atua no tráfico de drogas nos bairros mencionados em sua sigla. Como a facção é rival da facção criminosa BDD – Tudo 3, os criminosos começaram a agredir Felipe com socos, chutes e pedradas. Após a chegada do gerente do tráfico de drogas no local, este determinou que Felipe fosse executado. O rosto da vítima ficou irreconhecível pelos golpes de enxada recebidos, e ela não tinha histórico de envolvimento na criminalidade”, explicou o delegado de Pinheiros, Dr. Jameson Amaral.

Prisões e apreensões

As investigações indicaram a participação de, ao menos, sete pessoas no crime.Segundo a Polícia Civil,  foi constatado também que haviam vídeos da ação criminosa feitos pelos autores do crime. Foram solicitados à Justiça mandados de busca e apreensão domiciliares para as residências dos sete suspeitos.

Nos aparelhos celulares dos investigados apreendidos pela polícia, foi encontrado um vídeo onde aparecem pelo menos seis pessoas espancando e desferindo tiros na vítima.

Cronologia 

  • No dia 30 de abril, os policiais prenderam R.S.S., de 24 anos, considerado o mandante do crime, e L.S.S., de 28 anos, que estava na posse de uma arma de fogo.
  • No dia 29 de maio, os policiais apreenderam os adolescentes infratores F.F.S., de 17 anos, M.L.J.F., de 16 anos, e S.L.D., de 14 anos, que assumiram a participação no crime.
  • “Inicialmente, as investigações indicaram a participação de, ao menos, sete pessoas no crime, todos integrantes de uma facção criminosa que atua no tráfico de drogas no bairro Santo Antônio. Novas diligências foram realizadas e confirmaram a participação do nacional D.S.M.S. Com esta prisão, darei conclusão ao inquérito policial, já que seis suspeitos já foram presos. Dois investigados estão foragidos, mas diligências estão sendo realizadas com o objetivo de prendê-los em breve”, completou o delegado Jameson Amaral.
  • Nos aparelhos celulares dos investigados apreendido pela polícia foi encontrado um vídeo onde aparece aos menos seis pessoas espancando e desferindo tiros na vítima.

Matérias sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE