sábado, julho 13, 2024
spot_img
HomeInvestigaçãoPreso em Pinheiros traficante suspeito de ordenar ataque que matou duas pessoas...

Preso em Pinheiros traficante suspeito de ordenar ataque que matou duas pessoas em Boa Esperança

O mandado de prisão é pelo crime de estupro e constrangimento mediante violência ou grave ameaça cometido em Pernambuco. Adelano Marcelo da Silva, de 31 anos, conhecido como "Nego Del" é alvo de outra investigação, que o acusa de ser o mandante de um ataque deixou dois mortos no ES.

Foi preso na última quinta-feira (7), no distrito de Sobrado, em Pinheiros, no Espírito Santo, o traficante Adelano Marcelo da Silva, de 31 anos, conhecido como “Nego Del“. A informação foi confirmada pela Polícia Civil capixaba que detalhou ter dado cumprimento a um mandado de prisão preventiva (por tempo indeterminado), emitida pela Justiça da cidade de Bom Conselho, no Estado de Pernambuco.

Publicidade

Uma investigação jornalística tocada pela Rede Notícia, aponta que a ordem de prisão preventiva contra Adelano, é assinada pelo juiz Patrick de Melo Gariolli e foi expedida no dia 11 de janeiro deste ano. O mandado de prisão é pelo crime de estupro e constrangimento mediante violência ou grave ameaça. A reportagem apurou que o suspeito foi levado para o Complexo Penitenciário de Viana. A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) foi procurada, e respondeu que ainda não consta a entrada do criminoso no sistema prisional capixaba.

Publicidade

Adelano é considerado pela Polícia Civil como o chefe do tráfico no distrito de Sobrado, em Pinheiros (ES), e vinha expandido o negócio criminoso em cidades vizinhas ao custo do derramento de sangue de desafetos e de quem entrasse em seu caminho.

Ataque com dois mortos 

A reportagem apurou, que teria partido de Adelano Marcelo da Silva, a ordem para um ataque que sitiou o distrito de Santo Antônio, em Boa Esperança (ES), e deixou dois mortos, no dia 18 de abril do ano passado. Segundo a investigação jornalística, Adelano ficou incomodado que uma ex-mulher do irmão dele, estava se envolvendo com um rapaz. O criminoso teria feito até uma escala de criminosos subordinados para fazer tocaia e monitorar a entrada e saída da casa dessa mulher, no distrito de Santo Antônio.

Crime aconteceu na rua Mato Grosso, no distrito de Santo Antônio em 11 de abril de 2023. Crédito: Arquivo/ Leitor / Rede Notícia

O bandido autorizou o ataque quando soube que a vítima estava na residência com a ex-mulher de seu irmão. Um grupo de criminosos fortemente armados chegou atirando na rua e invadiu a casa. Testemunhas relataram que os criminosos estavam usando touca ninja na cabeça, roupa preta e coletes à prova de bala. O ataque de Adelano também foi uma demonstração de poder ao grupo rival que atuava no tráfico de drogas em Santo Antônio, mostrando o poder paramilitar criminoso que estava sob seu comando.

Naquele ataque, Josivaldo Ferreira Avelar, de 23 anos, teve o óbito confirmado dentro da residência. Um segundo homem, que estava na rua e foi baleado, morreu um mês e oito dias depois, no dia 26 de maio do ano passado. Um terceiro jovem também foi baleado e se recuperou.

Na versão oficial apresentada pela Polícia Militar, testemunhas relataram que uma mulher estava em sua residência com Josivaldo, e ouviram disparos de arma de fogo vindos do lado de fora da casa, quando dois homens baleados entraram na casa ensanguentados. Os atiradores entraram na residência atrás das vítimas feridas, acertando Josivaldo, que morreu no local. Após o crime, os suspeitos fugiram tomando destino ignorado.

Ficha criminal extensa

Adelano Marcelo da Silva, de 31 anos, conhecido como “Nego Del“, também é citado em matérias jornalísticas de 2009, quando ele tinha 18 anos, como líder de uma quadrilha que aterrorizava os moradores da cidade de União dos Palmares, em Alagoas. Em outubro de 2009, Adelano e mais quatro suspeitos foram presos suspeitos de diversos homicídios e de tráfico de drogas. Naquela ocasião, de acordo com a imprensa alagoana, Adelano executou um comparsa por causa de uma dívida de R$ 2.

O que diz a defesa

A advogada que responde pela defesa de Adelano Marcelo da Silva, informou que só vai se manifestar nos autos do processo.

Sobre o assunto

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE