sábado, julho 13, 2024
spot_img
HomeJustiçaPreso ex-marido acusado de matar mulher com tiros nas costas e na...

Preso ex-marido acusado de matar mulher com tiros nas costas e na frente das filhas no Espírito Santo

Maycon da Silva Macedo, de 30 anos, é suspeito de matar a ex-mulher Thiele Beneta Grechi, de 26 anos, em dezembro.

Está na cadeia Maycon da Silva Macedo, de 30 anos, acusado de matar a ex-mulher, Thiele Beneta Grechi, de 26 anos, com três tiros nas costas, e na presença das filhas dela, no dia 23 de dezembro de 2023, na localidade de Alto São José, em Atílio Vivácqua, no Sul do Espírito Santo. O suspeito se apresentou neste domingo (7), na Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim, acompanhado de um advogado, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão expedido pela Justiça. Segundo a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), ele está no Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro de Itapemirim.

Publicidade

Crime cometido na frente das filhas da vítima

Segundo a Polícia Militar, uma equipe foi acionada  por volta de 14h30 do dia 23 de dezebro, para ir à comunidade de Alto São José, a fim de averiguar uma ocorrência de feminicídio.  No local, os policiais foram recebidos pelo pai da vítima, que contou que a filha havia sido morta a tiros, na frente das filhas, pelo ex-companheiro dela, Maycon da Silva Macedo, de 30 anos. O pai de Thiele contou ainda, que as próprias netas foram quem o chamou em casa contando do que havia acontecido. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192) esteve no local e constatou o óbito da vítima.

Publicidade

“Assim que tomou conhecimento do fato, a equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Atílio Vivacqua deu início à investigação e, com a confirmação da identidade do suspeito, representamos pela prisão temporária dele, que foi decretada pela Justiça. Desde então, temos realizado diligências com o objetivo de capturá-lo. Sem ter como fugir e ciente do mandado de prisão, ele se apresentou ao plantão da Delegacia Regional”, afirmou o titular da DP de Atílio Vivacqua, delegado Marcelo Meurer.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito já foi encaminhado ao sistema prisional e o Inquérito Policial será concluído nos próximos dias, com o indiciamento do detido pelo crime de feminicídio.

Homem já havia matado em 2013

Suspeito de atirar e matar a ex-companheira na frente das filhas dela, na tarde de 23 de dezembro, na localidade de Alto São José, em Atílio Vivácqua, Maycon da Silva Macedo, de 30 anos, havia sido condenado a 8 anos de prisão pelo Tribunal do Júri, no dia 7 de dezembro de 2023, pelo assassinato a facadas de Ubirajara Costa Bertines, crime ocorrido em 3 e novembro de 2013. A pena, fixada em regime semiaberto pelo juiz Bernardo Fajardo Lima, também deu a benevolência do assassino condenado em recorrer em liberdade. Segundo o magistrado, “os fatos são antigos e (o assassino) compareceu sempre que chamado”.

“(…) no dia 03.11.2013, por volta de 20:50h, em uma propriedade rural situada às margens da Rodovia Ricardo Barbieri, Bairro Ruy Pinto Bandeira, Cachoeiro de Itapemirim/ES, Maycon da Silva Macedo, externando evidente intenção homicida, matou a vítima Ubirajada Costa Bertines, por motivo fútil, com emprego de meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa por parte da vítima. (…)”, cita a pronúncia do condenado a partir da denúncia do Ministério Público (MPES).

No dia 7 de dezembro de 2023, o Tribunal do Júri condenou Maycon da Silva Macedo pelo crime hediondo de homicídio qualificado pelo assassinato de Ubirajada Costa Bertines. O juiz Bernardo Fajardo Lima deu ao condenado o direito de recorrer em liberdade da pena fixada por ele de 8 anos de prisão em regime semiaberto. O magistrado alegou que os fatos eram “antigos” e o assassino compareceu sempre que foi chamado.

A reportagem não conseguiu localizar a defesa do suspeito citado. O espaço segue aberto.

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE