sexta-feira, julho 19, 2024
spot_img
HomeCrime BrutalProfissional da Saúde é encontrado assassinado após encontro por aplicativo no ES

Profissional da Saúde é encontrado assassinado após encontro por aplicativo no ES

Luciano Martins, tinha 46 anos. Entenda o caso

O instrumentador cirúrgico Luciano Martins, de 46 anos, foi encontrado assassinado a tiros com braços e pernas amarrados, sinais de esfaqueamento, marcas de tiros e uma toalha tampando o rosto, neste domingo (23), no bairro Civit I, na cidade de Serra, na Região Metropolitana, no Espírito Santo. Um amigo da vítima contou à TV Gazeta, afiliada da TV Globo, que a vítima havia ido para um encontro marcado através de um aplicativo de relacionamento.

Publicidade

“Tudo começou por um encontro de aplicativo. O Luciano usava muito esses aplicativos de encontros. Infelizmente, tem acontecido muitos casos de usarem o aplicativo para cometerem crimes. Ele marcou encontro com uma pessoa e levou para casa”, disse o amigo da vítima. No que pese as falas do colega, a Polícia Civil ainda não confirmou que existe relação do uso do aplicativo com o desfecho do caso.

Publicidade

Por nota, a Polícia Militar informou apenas que “militares foram ao local, constataram o fato e acionaram a Perícia [da Polícia Científica]”. A reportagem apurou que Luciano sumiu no sábado (22), e foi achado morto na tarde de domingo (23), por um homem que passava pelo local.

Luciano Martins possuía registro ativo no Conselho Regional de Enfermagem do Espírito Santo (Coren-ES) como técnico de enfermagem desde 2006. Após o seu falecimento, a entidade manifestou pesar e esperança de que as investigações sobre o ocorrido avancem, de modo que a justiça seja devidamente aplicada. “Expressamos nossos sinceros sentimentos de condolências aos familiares e amigos neste momento de dor”, declarou Wilton José Patrício, presidente do Coren-ES.

O desaparecimento

Foi uma sobrinha de Luciano, que residia com ele, quem primeiro notou sua ausência. “A sobrinha acordou no sábado pela manhã e percebeu várias coisas fora do comum. O carro não estava na garagem, e os óculos, a órtese que ele usava devido à deficiência em uma de suas pernas, além de outros pertences, estavam todos jogados pelo quarto. Alguns perfumes e a caixa de som dele também pareciam estar faltando”, explicou um amigo próximo.

O veículo e o telefone celular de Luciano permanecem desaparecidos. Ele deve ser sepultado em Ipatinga, cidade natal no estado de Minas Gerais. De acordo com relatos de conhecidos, “Luciano era uma pessoa cheia de energia, alegre, com forte personalidade. Ele tinha uma deficiência em uma de suas pernas devido a um acidente de moto ocorrido há aproximadamente dois anos, mas isso não o abalou”, concluiu a parente.

*Com informações de A Gazeta e TV Gazeta 

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE