quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_img
HomeDestaquePrograma de Atendimento Dermatológico da UFES realiza atendimentos em Vila Pavão

Programa de Atendimento Dermatológico da UFES realiza atendimentos em Vila Pavão

Especialistas do Programa de Atendimento Dermatológico (PAD), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), realizaram mutirão de rastreamento do câncer de pele em Vila Pavão, no último fim de semana.

Publicidade

Durante a ação, foram realizados 216 atendimentos clínicos dermatológicos e 149 cirurgias para a retirada de lesões compatíveis com o câncer de pele. Também foram realizadas 797 crioterapias, um procedimento que utiliza o frio para destruir lesões pré-cancerígenas.

Publicidade

Os atendimentos foram realizados nas dependências da Igreja Evangélica de Confissão Luterana (Igrejona), com a participação de estudantes, dermatologistas, técnicas de enfermagem e coordenadora administrativa.

O trabalho desenvolvido pelo programa acontece em forma de rodizio anualmente, em 11 municípios do interior capixaba: Vila Pavão, Vila Valério, Itarana, Itaguaçu, Domingos Martins, Santa Maria de Jetibá, Baixo Guandu, Afonso Cláudio, Laranja da Terra, Pancas e São Roque do Canaã.

O PAD é um programa de extensão da Ufes voltado ao diagnóstico e tratamento do câncer de pele. O objetivo do mutirão é identificar precocemente lesões pré-cancerígenas e câncer de pele, aumentando as chances de cura, atendendo cerca de 3 mil pessoas anualmente.

Além da Ufes, são parceiros do programa a Secretaria de Saúde do Estado do Espírito Santo (Sesa), prefeituras, a Associação Albergue Martim Lutero e empresas privadas.

A Igreja Evangélica de Confissão Luterana (IECLB), e os voluntários estão diretamente envolvidos na dinâmica do programa. A Associação Albergue Martin Lutero organiza e coordena o projeto todos os meses em um município diferente. A Ufes libera os acadêmicos, um veículo com botijões de nitrogênio e equipamentos cirúrgicos. A Sesa disponibiliza a equipe técnica.

A Prefeitura de Vila Pavão disponibiliza transporte, hospedagem, alimentação, profissionais, além de todo o material cirúrgico utilizado no trabalho. Este ano, o programa contou com a colaboração da Viação Águia Branca, que disponibilizou o deslocamento da equipe, e as intuições financeiras Sicoob e Banestes, que contribuíram com recursos financeiros.

O coordenador municipal do projeto, Willian Bichi Grimevald, destacou que o programa é de extrema importância ao município. “O quantitativo de procedimentos e consultas realizados em 2023 superou as expectativas. Foi possível beneficiar um grande número de pacientes, mesmo com as lesões mais graves, que exigiram mais tempo de cirurgia. A comunidade luterana, a SESA, os voluntários, a enfermagem do município e toda a equipe do PAD merecem nossos agradecimentos. Graças a Deus, tudo ocorreu em sintonia e perfeição”, disse.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE