sexta-feira, junho 14, 2024
spot_img
HomeDestaqueProjeto Cidadania Rural registra história e emoção na Comunidade do Poção

Projeto Cidadania Rural registra história e emoção na Comunidade do Poção

O Projeto Cidadania Rural normalmente tem proporcionado alegria sempre que chega a uma comunidade do interior para viabilizar documento de identidade para pessoas idosas, deficientes e de baixa vulnerabilidade. São cidadãos que têm dificuldade em se locomover até a cidade, e comemoram a oportunidade de conquistar o esperado documento e sua cidadania. O sucesso da ação tem se espalhado pelo interior, com várias comunidades reivindicando o atendimento.

Publicidade

Mas no dia 31 de maio, a emoção acontecida na ação realizada na comunidade do Poção superou todas as expectativas, quando a servidora da Prefeitura, que atua no setor de Identidade, Lara Santanna do Nascimento, 18 anos, atendeu na preparação da emissão do documento de identidade de sua avó, Cecília Machado do Nascimento, de 91 anos.

Publicidade

A emoção de Lara e a alegria de sua avó Cecília contagiou familiares e os presentes no local. “Eu nunca imaginei que um dia iria acontecer este momento com a minha avó, de 91 anos, para garantir a emissão de seu documento de identidade. Estamos todos muito felizes por esse encontro”, disse Lara, emocionada.

Quem também ficou muito satisfeito foi o casal Wilson Freitas e Devani Dalapícula Freitas. “Achamos que esta ação é muito importante, pois não precisamos nos locomover até a cidade para conseguir o documento e conseguimos aqui com facilidade. Para a gente que mora na roça é muito importante e queremos que continue para atender outras famílias que precisam do documento”, disseram.

Já Darlete Lacerda Oliosi estava com a identidade atrasada há 20 anos. “Fui a cidade tirar o documento e não consegui, pois tinha muita gente e hoje consegui com tranquilidade e um ótimo atendimento pela equipe”, salientou.

Pedro Cardoso da Silva enfatizou que “não precisei acordar de madrugada e consegui um ótimo atendimento com tranquilidade. É preciso continuar com esse trabalho, pois muita gente da roça precisa do documento de identidade”, pediu.

O levantamento dos moradores aptos a participarem do projeto, além da orientação sobre a obrigatoriedade da apresentação dos documentos necessários, que são: certidão do estado civil atual, 01 foto 3×4, comprovante de residência, CPF e outros documentos pessoais que queiram incluir na identidade, foi realizado pelas Agentes de Saúde Andressa dos Santos Henke, Maria Rosimeri Sabadim Cotta, Rosária Oliosi Pavani, Stefany Ferreira Soares e Stefany Carvalho Neves.

O Projeto Cidadania Rural já atendeu as comunidades de Cedrolândia, Guararema, Boa Vista, Cristalina e Poção, e tem agenda definida para Alto Muniz (14/06), Perdido (28/06), Patrimônio do XV (12/07) e São Luiz Rei (26/07).

“A entrega da identidade aos beneficiários está prevista entre 90 e 120 dias, mas a Polícia Científica tem ampliado seus esforços para antecipar o prazo estimado. O documento de identidade será gratuito, e beneficiará até 30 cidadãos por comunidade da zona rural”, informa Andreia Zanol, coordenadora do setor de Identidade e do Projeto Cidadania Rural.

A responsável pelo setor de Identidade, Andreia Zanol, estudante do 4º Período de Bacharelado em Criminologia, apresentou um trabalho na Faculdade, que deveria ser sobre qualquer ação desenvolvida dentro de algum órgão público. Andreia destacou os serviços desenvolvidos por meio do Projeto Cidadania Rural, e foi avaliada com 10.000 pontos, nota máxima, e com louvor. Isso mostra e valoriza, também, a importância do projeto. “O Projeto Cidadania Rural tem rendido muita realização e felicidade para todos nós”, comemora Andreia.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE