domingo, abril 14, 2024
spot_img
HomeDestaqueProjeto da Suzano encerra ciclo com 3.700 pessoas qualificadas

Projeto da Suzano encerra ciclo com 3.700 pessoas qualificadas

Em dois anos, empresa ofereceu mais de 220 cursos e oficinas no Norte do ES

Com mais de 3.700 pessoas qualificadas em oito municípios, o projeto Suzano nas Comunidades encerrou o ciclo de quase dois anos com oferta de cursos e oficinas às comunidades do Norte do Espírito Santo. Para 2024, o foco da empresa com as comunidades da região será em projetos voltados a empregabilidade. “Muitos ex-alunos já estão empregados ou são empreendedores. Agora vamos buscar alternativas para inserir no mercado de trabalho aqueles que ainda não tiveram essa inserção”, ressalta a consultora de Desenvolvimento Social da Suzano, Rafaela Satiro de Souza Cavalcanti.

Publicidade

Desde que começou, em 2022, o Suzano nas Comunidades ofereceu mais de 220 cursos e oficinas em diversas localidades urbanas e rurais dos municípios de São Mateus, Conceição da Barra, Pedro Canário, Jaguaré, Boa Esperança, Montanha, Nova Venécia e Pinheiros. O projeto foi realizado em parceria com o Senai, com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento social, gerando renda por meio da qualificação profissional.

Publicidade

Uma das alunas beneficiadas pelo projeto é Elisângela Santos, moradora do bairro Seac, em São Mateus, onde a comunidade recebeu o curso de confeitaria. “Me sinto muito grata porque é uma área que eu achava que não conseguiria atuar, uma vez que eu não sabia fazer bolo. Eu quero agradecer a Associação de Moradores do Bairro Seac, ao Senai e principalmente à Suzano, que trouxe essa oportunidade para o nosso bairro”, diz Elisângela.

Para o professor de confeitaria, Maurício Partelli, “a parceria entre Suzano e Senai foi muito importante porque deu esperança de um futuro melhor para muita gente”. No curso ministrado por ele, os alunos desenvolveram habilidades para trabalhar de diversas formas, seja com bolos confeitados ou doces em geral. “O curso traz valorização às pessoas, é uma forma de dar dignidade e orgulho próprio”, afirma.

Além da área de alimentação, o projeto ofereceu cursos de mecânica, elétrica, informática, costura, marcenaria, entre outros. Confira o vídeo com os depoimentos da Elisângela e do Maurício, e outras informações do programa no link: https://youtu.be/F6c_EDgISjo

De acordo com o consultor de Desenvolvimento Social da Suzano, Narcisio Luiz Loss, a iniciativa é mais uma das ações que estão em linha com o compromisso da empresa em contribuir para que 200 mil pessoas saiam da condição de pobreza, até 2030, nas áreas de atuação da companhia. “No Brasil, são consideradas abaixo da linha de pobreza pessoas com renda per capita menor que R$ 518,00 ao mês e é essa realidade que a Suzano quer ajudar a transformar”, destaca.

Sobre a Suzano – A Suzano é a maior produtora mundial de celulose, uma das maiores produtoras de papel da América Latina e referência no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras de origem renovável. Os produtos da companhia, que fazem parte da vida de mais de 2 bilhões de pessoas e abastecem mais de 100 países, incluem celulose, papéis para imprimir e escrever, canudos e copos de papel, embalagens de papel, absorventes higiênicos e papel higiênico, entre outros. A Suzano é guiada pelo propósito de ‘Renovar a vida a partir da árvore’. A inovabilidade, a busca da sustentabilidade por meio da inovação, orienta o trabalho da companhia no enfrentamento dos desafios da sociedade. Com 99 anos de história, a empresa tem ações negociadas nas bolsas do Brasil (SUZB3) e dos Estados Unidos (SUZ). Saiba mais em: suzano.com.br

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE