segunda-feira, maio 20, 2024
spot_img
HomeCrimeQuem era o dono de bar assassinado na frente da filha e...

Quem era o dono de bar assassinado na frente da filha e da esposa em Nova Venécia

Dupla de atiradores teria chegado em bar e chamado "Ô de casa, pode me atender?"

A Polícia Civil caça os dois suspeitos de atirar e matar Célio da Silva Rocha, de 37 anos. O crime aconteceu por volta de 15h, nesta terça-feira (19), no distrito de Guararema, Zona Rural de Nova Venécia. Célio era dono do bar, anexo à casa onde ele morava, e foi chamado por uma dupla que estava de moto e efetuou disparos que o levou à morte. A esposa e a filha, viram a vítima cair baleada após o ataque.

Publicidade

Segundo consta no Boletim de Ocorrência da Polícia Militar obtido pela Rede Notícia, Célio era dono do “Varandinhas Bar”, que fica em frente a uma igreja evangélica em Guararema. Quando a polícia chegou no local, os militares foram informados, por testemunhas, de que dois homens em uma moto Honda de pequeno porte, chegaram no bar e chamaram da seguinte forma: “Ô de casa, pode me atender?”. Neste momento, a vítima abriu a cortina da casa que dá acesso ao bar, e os criminosos atiraram contra Célio.

Publicidade

Baleado, o homem tentou correr mas caiu próximo a porta de saída, na frente da filha menor de idade e da companheira. Após o crime, os suspeitos fugiram de moto, em alta velocidade. A companheira da vítima pediu socorro e uma ambulância do distrito socorreu o homem, que ainda respirava, para o Hospital Dr. Alceu Melgaço Filho, em Barra de São Francisco. Célio morreu a caminho do hospital.

Ainda segundo a ocorrência policial, a vítima foi atingida por cinco tiros: dois no tórax, um na mão esquerda, um na face (lado direito) próximo a orelha, e um no trapézio (lado direito).

A Polícia Civil informou que o caso segue sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Nova Venécia. Até o momento, nenhum suspeito foi detido e detalhes da investigação não serão divulgados, por enquanto.        

O corpo foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares.

A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

Sobre o crime

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE