quinta-feira, junho 13, 2024
spot_img
HomeSem categoriaRicharlison: uma história de superação, humildade, talento e solidariedade

Richarlison: uma história de superação, humildade, talento e solidariedade


Richarlison: Orgulho veneciano e de todos os capixabas

Publicidade

O jogador veneciano, Richarlison, de 22 anos, realiza neste sábado, a partir das 16h, a 2ª edição do seu jogo beneficente no estádio Zenor Pedrosa Rocha, em Nova Venécia.
Com a certeza de casa cheia, já que os ingressos esgotaram, o jogador do Everton, da Inglaterra, reunirá vários amigos em prol da solidariedade e transformará o espetáculo dentro de campo em uma verdadeira festa.

Publicidade

Já consagrado, Richarlison, que cresceu em meio à simplicidade e carrega essa essência até hoje, carimbou, de vez, o seu nome entre os maiores atletas do futebol mundial na atualidade, com a conquista da Copa América, no Maracanã, com direito ao gol do título.
Momento esse que, para ele, ficará guardado para sempre. “O cobrador oficial é o Daniel Alves. Quando Cebolinha sofreu o pênalti, eu fui correndo pegar a bola e já olhei para ele: “Dani, deixa comigo”. Ele me deixou bater o pênalti. Agradeço a ele. Momento especial, e eu estava muito confiante. Vinha treinando bem, batendo naquele canto mesmo, firme. Bati bem, e o goleiro não teve chance”.

E a cobrança de Richarlison foi como manda o manual. Rasante, cruzada, na “parede da rede”, sem chances para o goleiro peruano, Gallese. E foi assim que seu avô, seu João, ensinou a ele. “Desde pequeno, eu sempre disse a ele: “cobre forte e rasteiro que o goleiro não pega”. Foi dito e feito. Se ele batesse a meia altura, talvez o goleiro defendesse. Mas ele cobrou muito bem”, disse seu João.

Agora, o veneciano, apelidado de pombo, em razão da sua comemoração típica, projeta voos mais altos. Contratação mais cara da história do Everton, que pagou 40 milhões de euros ao Watford em julho de 2018, o craque marcou 13 gols na última temporada da Premier League e foi eleito pelos torcedores dos Toffess, o melhor jogador jovem do elenco.


Dos gramados de Nova Venécia para a glória

Nascido em Nova Venécia, Richarlison viveu o primeiro ano de vida em uma comunidade próxima ao Córrego do Poção, no interior do município. Logo em seguida, ele se mudou para o distrito de Todos os Santos, no interior de Vila Pavão, onde viveu até, aproximadamente, os 10 anos.

Lá, o jovem começou a dar os primeiros chutes na bola. Quando retornou para Nova Venécia, Richarlison começou sendo treinado pelo lendário Tião Borboleta no campo e, logo depois, simultaneamente, começou na escolinha de futsal do Palestra, comandada por Fidel Carvalho, onde conquistou a Taça Vitória e a Copa Minas/ES. e nas categorias de base do time de Nova Venécia, comandado pelo treinador e ex-jogador, Régis Masarin.

Com a base veneciana, Richarlison conquistou diversos títulos, até despertar o interesse do Real Noroeste, de Águia Branca, que se tornou seu clube formador. Lá, ele disputou a Copa Espírito Santo Sub-17 e Sub-20 e o Campeonato Capixaba Sub-17, até ser contratado pelo América-MG, em 2014.

Pelo coelho, ele logo saiu da base para o profissional, ajudando o clube no acesso à série A do Campeonato Brasileiro, em 2015, com nove gols e três assistências.
Foi então que em 2016, o Fluminense pagou R$ 9 milhões por 50% dos seus direitos e o elevou à projeção nacional. Pelo tricolor, Richarlison marcou 19 gols em 67 jogos, conquistou dois títulos e se tornou xodó do técnico Abel Braga.

Não demorou muito para em meados de 2017, o Watford, da Inglaterra, pagar 12,5 milhões de euros e leva-lo para a Premier League, onde chegou badalado, com cinco gols em 12 jogos.

Após uma temporada, ele foi negociado com o Everton por 40 milhões de euros, se tornando a contratação mais cara da história do clube de Liverpool. Mas o jovem fez jus ao valor pago e foi peça principal do elenco e um dos artilheiros do clube na última temporada do Campeonato Inglês, com 13 gols.

A primeira convocação para a Seleção Brasileira veio em agosto do ano passado, após o corte do atacante Pedro, do Fluminense. De lá para cá, ele esteve em todas as listas do técnico Tite, inclusive, a da Copa América, onde se consagrou com o gol do título.


Homenagem na Ales

Na última quarta-feira, Richarlison foi homenageado na Assembleia Legislativa do Espírito Santo com a Comenda do Mérito Esportivo “José de Anchieta Fontana”, proposta pelo deputado estadual, Luciano Machado (PV).

Durante a homenagem, o jogador de 22 anos contou um pouco de sua trajetória e comemorou a honraria. “É muito gratificante e é um sinal de que eu estou fazendo um trabalho muito bom, levando o nome do estado do Espírito Santo pelo mundo afora. As coisas não são fáceis. Foi difícil chegar aonde cheguei. Mas tenho muitas coisas para conquistar ainda”, disse.

Neste sábado (13), ele ainda receberá a Comenda Domingos Martins, que é a mais alta honraria concedida pela Assembleia Legislativa. A iniciativa da homenagem partiu do deputado estadual, Freitas (PSB).

Na Ales, Richarlison cobrou mais recursos do governo na educação e na saúde. “Eu não sei como funciona isso, não tenho nem noção, mas eu queria pedir ao governo para investir mais na educação. Muitos vão ficar de fora (da Olimpíada internacional de Matemática da Ásia), porque falta investimento. Então, eu peço que invistam mais na educação, que é muito importante para o nosso Estado crescer. Estudos e saúde são muito importantes. Eu procuro fazer o meu melhor para poder ajudar, agora pude ajudar o Ifes para viajar para a Ásia. Espero que o governo olhe mais para os estudos, que possam investir mais. Na saúde também. É o pedido que eu faço para vocês”, finalizou.


Um craque na solidariedade

O evento deste sábado, não será o primeiro gesto de solidariedade de Richarlison. No ano passado, o jovem promoveu a 1ª edição do seu jogo beneficente em Nova Venécia e arrecadou alimentos para entidades do município.

Já recentemente, ele doou R$ 49 mil para que alunos do campi de Nova Venécia, do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), participem da Olimpíada Internacional de Matemática, na Ásia.

Com a promessa cumprida, Murilo Calegari de Souza, Aline Dalarme Gomes Galvão e Gabriel Bastianello Lima, além do professor, José Gleydson Camata, estarão na delegação veneciana, junto às estudantes, Rhayssa Assis dos Santos Durães e Ana Carolina Bassoni Bernardino, que também farão parte da equipe graças à participação do deputado federal Evair de Melo, que viabilizou uma emenda para as unidades do Ifes, e à várias empresas e pessoas físicas, que fizeram doações.

A equipe veneciana viaja para a China no próximo dia 01.

Anderson Rozeno Bozzetti Batista (diretor-geral do Ifes – Nova Venécia), o deputado estadual Luciano Machado, o jogador Richarlison e os estudantes Ana Carolina, Murilo e Gabriel
ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE