sábado, julho 20, 2024
spot_img
HomeEspírito SantoRico, querido na cidade e influente na política: quem era o fazendeiro...

Rico, querido na cidade e influente na política: quem era o fazendeiro assassinado em Pancas

Wellington Carlos Treichel, de 45 anos, teve a casa invadida no sábado (29). Foi sequestrado, e encontrado executado com dois tiros na cabeça na manhã de domingo (30).

Rico, dono de propriedades rurais, querido na cidade e influente na política… o sequestro seguido de assassinato do fazendeiro Wellington Carlos Treichel, de 45 anos, conhecido como Wellingthon Breda, chocou a cidade de Pancas, no Noroeste do Espírito Santo, no fim de semana. Dois homens encapuzados invadiram a casa da vítima no Córrego Panquinhas na noite de sábado (29), renderam o fazendeiro, o amarraram pelas mãos e fizeram a mesma coisa com a esposa do agricultor, Cláudia Cristina Breda Treichel, de 53 anos, que chegava em casa dirigindo um T-Cross. Na fuga, os bandidos levaram celulares, R$ 25 mil em dinheiro vivo do cofre da casa,  pegaram o carro da mulher e levaram com eles o próprio fazendeiro, encontrado morto com dois tiros na cabeça na manhã do dia seguinte, dentro do T-Cross da esposa. O veículo estava abandonado em um local ermo, na zona rural de Pancas.

Publicidade

Wellington era o presidente municipal do PSDB, e pré-candidato a vice-prefeito do município nas eleições deste ano. Ele integraria a chapa encabeçada por Claudio Eggert (PSB). O presidente do PSDB no Espírito Santo, deputado estadual Vandinho Leite, divulgou nota em lamenta o crime, relata ter recebido com “tristeza” a notícia do assassinato, e pediu agilidade na investigação. Classificou o fazedeiro como uma “pessoa simples e trabalhadora”. Vandinho disse ainda ter acionado as forças de segurança do Estado, para que “esse crime bárbaro seja esclarecido o mais rápido possível e os culpados, punidos no rigor da lei”.

Publicidade

Invasão de casa, roubo, sequestro e morte

Segundo a Polícia Militar, no início da madrugada deste domingo (30), o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (190) foi informado que dois criminosos haviam entrado em uma casa na zona rural de Pancas, e amarrado a moradora, Cláudia Cristina Breda Treichel, de 53 anos. A mulher contou que o marido dela havia sido levado pelos suspeitos em um veículo. Ao chegarem no local, as equipes policiais encontraram a mulher no portão da casa, onde ela disse que estava na rua, com seu carro T-Cross, e quando entrou no quintal da residência para estacionar o veículo, ouviu o marido pedindo para ela não se assustar, pois o imóvel tinha sido invadido.

De acordo com a PM, neste momento a moradora notou que havia dois homens, encapuzados, no interior da residência com o marido dela. O companheiro da mulher estava com os punhos amarrados. Ela também teve os punhos amarrados pelos suspeitos, que subtrairam três celulares que estavam nas mãos da vítima. Os indivíduos roubaram 25 mil reais, em espécie, que estavam no cofre e pediram a chave do carro da mulher. Assim, eles colocaram o homem no interior do veículo e fugiram. A mulher foi trancada em um quarto e quando conseguiu sair, pediu ajuda a vizinhos.

Segundo a Polícia Militar, na manhã deste domingo (30), a corporação recebeu um chamado dando de que familiares e amigos à procura do fazendeiro sequestrado, haviam encontrado o carro T-Cross de cor branca, e dentro dele o corpo de Wellington Carlos Treichel, de 45 anos.  O veículo estava parado em um local ermo, após 2 quilômetros do trevo de Alto Mutum Preto, no pé da serra. De acordo com o Boletim de Ocorrência obtido pela Rede Notícia, a perícia da Polícia Científica constatou no local dois tiros na cabeça da vítima, sendo duas marcas de entrada de projétil e duas marcas de saída de tiro no crânio. Duas cápsulas e dois projéteis foram recolhidos para perícia.

Procurada pela Rede Notícia, a Polícia Civil informou que o caso segue sob investigação da Delegacia de Polícia (DP) de Pancas, que até o momento, nenhum suspeito foi detido e que detalhes da investigação não serão divulgados, no momento.

O corpo do fazendeiro foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares.

A Polícia Civil informou ainda que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE