quarta-feira, fevereiro 28, 2024
spot_img
HomeEspírito SantoSamu atacado e homem assassinado em São Gabriel da Palha: saiba quem...

Samu atacado e homem assassinado em São Gabriel da Palha: saiba quem é o 1º suspeito preso

Mateus Pereira Marques, de 21 anos, foi preso nesta segunda-feira. Comparsa dele é procurado pela polícia.

Está na cadeia Mateus Pereira Marques, de 21 anos, um dos suspeitos de atacar uma ambulância do Samu com tiros e matar Dean Carlos Costa Gonçalves, de 29 anos, em São Gabriel da Palha. A Polícia Civil o Serviço de Inteligência da Polícia Militar conseguiram identificar o atirador por meio de imagens de câmeras de segurança espalhadas na cidade. Ao ser preso nesta segunda-feira (10), Mateus indicou onde estaria o cúmplice e a moto usada no crime, uma Honda Bros 160 placa SFT 2A37, no entanto, os policiais não acharam o comparsa e nem o veículo, que havia sido roubado na última terça-feira (4), em Boa Esperança.

Publicidade

Vídeo gravado

A dupla de atiradores que atacou uma ambulância do Samu na estrada entre São Gabriel da Palha e São Domingos do Norte, na tentativa de sacramentar o homicídio de Dean Carlos Costa Gonçalves, de 29 anos, baleado em São Gabriel, que estava sendo transferido para Colatina, teve a frieza de filmar a ambulância fuzilada por eles no início da madrugada desta segunda-feira (10). No vídeo é possível ver o descontentamento dos criminosos com a fuga da vítima, veja:

Publicidade
Crédito: Reprodução

O crime

Um homem de 29 anos, identificado como Dean Carlos Costa Gonçalves, morreu após ser baleado na noite deste domingo (9) de Páscoa, na rua Manoel da Silva, no bairro Santa Cecília, em São Gabriel da Palha. Durante a transferência para Colatina, a ambulância do Samu foi pareada e atacada por tiros por suspeitos.

Segundo a Polícia Militar, uma equipe foi acionada pelo Hospital São Gabriel com a informação de um homem havia dado entrada na unidade ferido por disparo de arma de fogo. No local, a vítima contou aos policiais que transitava com sua motocicleta pelo bairro Santa Cecília, quando dois suspeitos a bordo de uma motocicleta efetuaram um disparo de arma de fogo o atingindo nas costas. A munição ficou alojada na barriga da vítima.

Segundo a PM, a vítima não reconheceu os suspeitos mas indicou dois nomes de possíveis autores. Durante o atendimento médico, o Hospital São Gabriel solicitou policiamento no local, pois relataram que alguns suspeitos estavam rondando o hospital. A PM disse que uma equipe ficou aposta em frente ao hospital de 21h20 às 23h, quando uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) deixou o hospital transferido a vítima baleada para um hospital de Colatina.

Cerca de 30 minutos depois da saída da ambulância, um médico procurou a Companhia da PM em São Gabriel da Palha e relatou que na metade do caminho entre São Gabriel da Palha e São Domingos do Norte, dois suspeitos em uma moto tentaram parar a ambulância do Samu efetuando diversos disparos de arma de fogo acertando o vidro traseiro do veículo.

Quando a ambulância freou em um quebra-molas em frente a um bar, ainda fora do perímetro urbano, os atiradores foram de frente e furaram os pneus do veículo. Assim que a ambulância do Samu parou, tanto a equipe quanto a vítima correram em direção ao matagal às margens da rodovia.

O médico que estava na equipe foi alcançado pela dupla criminosa que perguntava onde estava a vítima. O médico disse que não sabia. Neste momento, os suspeitos fugiram do local. Quando a equipe da Polícia Militar de São Gabriel da Palha chegou no local, a ambulância do Samu estava vazia na pista. Logo depois, os policiais encontraram o socorrista e o motorista da ambulância. Neste momento, uma segunda viatura da PM, de São Domingos do Norte, chegou no local para dar apoio à ocorrência.

Os policiais e a equipe do Samu iniciaram uma varredura na vegetação à procura da vítima. O homem foi encontrado no matagal, sem sinais vitais, a poucos metros do asfalto. A equipe do Samu informou aos PMs, que a vítima estava em estado grave, sendo medicada dentro da ambulância, quando ocorreu o ataque. E que ao fugir, sem a falta dos medicamentos, foi a óbito. A PM destacou que os criminosos não conseguiram balear a vítima mais vezes no momento da interceptação. A corporação informou ainda, que só não escoltou a ambulância na transferência, pois não recebeu um pedido do Samu para que a escolta fosse feita.

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE