segunda-feira, abril 15, 2024
spot_img
HomeDestaqueSecretaria de Saúde mostra que índice de infestação do mosquito da dengue...

Secretaria de Saúde mostra que índice de infestação do mosquito da dengue em Nova Venécia é de Risco Baixo

A Secretaria de Saúde de Nova Venécia, juntamente através do Departamento de Combate as Endemias, apresentou o Levantamento de Índice Rápido de Aedes aegypti (LIRAa), metodologia recomendada pelo Ministério da Saúde desde 2005 para a determinação do Índice de Infestação Predial (IIP), do mosquito vetor da dengue (Aedes aegypti). Através da amostragem de imóveis do município, é possível realizar de forma expedita um diagnóstico da situação da presença do mosquito vetor na cidade.

Publicidade

Houve uma redução com relação aos três últimos levantamentos realizados, porém, o cenário ainda inspira cuidados e é preciso que a população ajude de forma cotidiana nas ações de combate e controle do vetor.

Publicidade

O Levantamento vistoriou 1.432 imóveis entre residências, comércios, terrenos baldios, e, de acordo com os dados apresentados, um fator continua predominante: a grande parte dos focos está localizada nas residências, no intradomiciliar e no peridomiciliar. Cerca de 80% dos focos são encontrados em locais habitados, onde, teoricamente, basta o morador aplicar as ações de prevenção para “quebrar” o ciclo evolutivo do mosquito.

É importante destacar que os criadouros predominantes sua maior concentração de focos se mantém nos domicílios e basta uma ação de prevenção do próprio morador para que possamos reduzir positivamente esses números e trazer segurança para toda população. A vigilância ambiental tem se mobilizado, a fim de alertar a população sobre os cuidados necessários para evitar criadouros do Aedes aegypti, mosquito vetor da dengue entre outras doenças como zika, chikungunya e febre amarela.

Semanalmente, os imóveis de diversos bairros em Nova Venécia são visitados e inspecionado. Os moradores e responsáveis por estes recebem orientações sobre como evitar focos de água parada e, quando necessário, realizam tratamento mecânico ou químico destes possíveis depósitos. Salientamos que o trabalho de combate à dengue não para. Além do trabalho de prevenção constante, os agentes de endemias continuam visitando e vistoriando as residências. A participação da população é considerada fundamental para a vigilância da doença, já que muitas das ações efetivas dependem da participação de cada um, e o controle e prevenção só poderão ser alcançados com o apoio de todos.

As ações continuam na próxima semana a secretaria de saúde juntamente com as equipes da vigilância ambiental estará se deslocando para o interior para orientar a população sobre como evitar focos de água parada e, quando necessário, realizam tratamento mecânico ou químico destes possíveis depósitos, conforme cronograma abaixo.

É de suma importância a realização das visitas domiciliares pelo ACE, pois o município terá um índice de infestação de toda a área a cada dois meses, independentemente do tamanho da localidade/bairro, ou seja, todos os imóveis são inspecionados. Este levantamento aplica-se às situações para avaliar o impacto de medidas de controle vetorial, em áreas recém-infestadas e a ação de imediata para reduzir os índices eliminando possíveis criadouros e orientar a população quanto a prevenção.

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE