sábado, fevereiro 24, 2024
spot_img
HomeEspírito SantoSoldado da PM é assassinado e suspeito acaba morto por outro policial...

Soldado da PM é assassinado e suspeito acaba morto por outro policial durante briga em bar no ES

Gildo José Zambi Júnior tinha 28 anos e fazia a segurança do estabelecimento.

Na madrugada deste sábado (8), uma confusão em um bar no bairro Alecrim, em Vila Velha, no Espírito Santo, resultou na morte de duas pessoas. O policial militar Gildo José Zambi Júnior, de 28 anos, que fazia a segurança do estabelecimento, foi assassinado a tiros durante o fechamento do local quando ocorreu uma briga.

Publicidade

Por nota, a Polícia Militar informou que uma equipe foi acionada e prosseguiu até o bairro Alecrim, em Vila Velha, para verificar a ocorrência de duplo homicídio, que teria ocorrido na frente de um bar. No local, uma guarnição constatou que um policial militar havia sido alvejado e já estava em óbito, e que uma segunda vítima de disparos de arma de fogo teria sido socorrida para o Hospital Evangélico, onde também acabou evoluindo a óbito.

Publicidade

Ainda durante o atendimento no local, outro PM relatou a guarnição que presenciou o momento em que o policial foi alvejado. Imediatamente ele teria se identificado como policial e dado voz de prisão ao suspeito, que apontou a arma em sua direção. “Diante do iminente risco, o militar atirou, alvejando o suspeito, que foi socorrido e morreu”, disse a Polícia Militar, por nota.

A perícia foi acionada. O armamento do PM, assim como um revólver calibre 38 utilizado pelo suspeito alvejado foram recolhidos e entregues à Polícia Civil.

Procurada pela Rede Notícia, a Polícia Civil informou que as armas apreendidas serão encaminhadas para o setor do Departamento de Criminalística – Balística.  O corpo da vítima e do suspeito foram encaminhados para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para serem necropsiados e, posteriormente, liberados para os familiares. O procedimento será encaminhado para  a Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha.   

Na tarde deste sábado (8), a Associação de Cabos e Soldados do Espírito Santo (ACS-ES), divulgou nota em que lamenta a morte do policial militar. A associação informou que o soldado era casado e deixa esposa e um filho.

“Prestamos nossos sinceros sentimentos à toda família e aos amigos do Soldado Gilson e desejamos que Deus conforte o coração de todos”, diz a nota da ACS.

Sobre o caso

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE