segunda-feira, maio 20, 2024
spot_img
HomeDestaqueSuzano Ventures investe até US$ 5 milhões na Bioform para desenvolvimento de...

Suzano Ventures investe até US$ 5 milhões na Bioform para desenvolvimento de alternativas renováveis ao plástico

Financiamento será utilizado para demonstrar potencial de expansão da tecnologia desenvolvida a partir da modificação de processos de fabricação utilizados na indústria de papel e celulose

A Suzano Ventures, braço de corporate venture capital da Suzano, a maior produtora mundial de celulose, acaba de anunciar um investimento estratégico de até US$ 5 milhões na startup canadense de ciência dos materiais Bioform Technologies. O objetivo da companhia é acelerar o desenvolvimento de novas alternativas renováveis aos plásticos de uso único feitos a partir do petróleo. Os novos produtos podem ser fabricados por meio de processos industriais adaptados já utilizados no setor de papel e celulose.

Publicidade

A tecnologia da Bioform, desenvolvida pelos fundadores da empresa na Universidade de British Columbia, no Canadá, produz rapidamente hidrogéis reforçados com polpa de madeira para criar alternativas de plásticos de alto desempenho que podem ser feitos usando a fibra de celulose da Suzano como o principal insumo. Os materiais da Bioform têm potencial de serem compostáveis em casa ou reciclados utilizando processos existentes de reciclagem de papel, sem a necessidade de insumos de origem fóssil. A tecnologia é altamente versátil e tem várias aplicações nas quais pode substituir os plásticos convencionais de uso único, incluindo filmes termoformados para aplicações em embalagens, filmes termosseláveis para embalagens flexíveis, filmes para agricultura e sacos de lixo.

Publicidade

Com potencial para oferecer uma redução de 80% na pegada de carbono em relação aos plásticos convencionais de uso único, a tecnologia da Bioform apresenta desempenho de produto similar ou aprimorado na comparação com os plásticos convencionais em áreas como resistência à tração e permeabilidade ao oxigênio ou vapor de água.

“Analisamos atentamente a tecnologia da Bioform e estamos realmente entusiasmados com a possibilidade de essa tecnologia ser disruptiva no mercado. Em todo o mundo, existem várias inovações em desenvolvimento que oferecem alternativas mais sustentáveis para o excesso de plástico de uso único que jogamos fora todos os anos. O grande desafio é escalar a produção e chegar à competitividade de custo em relação ao plástico de uso único”, explica Paula Puzzi, Gerente da Suzano Ventures. “Ao usar materiais renováveis e aproveitar processos industriais e maquinário já estabelecidos no setor de papel e celulose, acreditamos que a Bioform tenha a oportunidade de promover uma disrupção nas cadeias de suprimento estabelecidas e substituir rapidamente a necessidade de materiais de origem fóssil pelos de origem renovável.”

A Bioform já levantou US$ 2,4 milhões em investimentos diretos e US$ 1,2 milhão de financiamento sem diluição de capital para aprimorar sua tecnologia e validar o desempenho e os processos em seus laboratórios. O financiamento da Suzano Ventures permitirá que a empresa construa uma unidade de demonstração para testar seu processo de fabricação e expandir sua equipe e seus recursos.

“Nosso objetivo é produzir alternativas sustentáveis para plásticos de uso único na velocidade do papel e no custo do plástico. Estamos aproveitando a velocidade e a eficiência da fabricação do papel e da celulose para dar passos rápidos e impactantes no mercado”, diz Chris Clark, CEO da Bioform. “A validação técnica e o investimento estratégico da Suzano Ventures nos conecta à maior produtora mundial de celulose. Também podemos acessar a expertise da Suzano para nos ajudar a acelerar com rapidez as eficiências de produção e as reduções de custo necessárias para diminuir significativamente a dependência de plásticos de uso único”.

A Suzano está presente no Canadá desde 2015, com um grande centro de pesquisa e desenvolvimento para tecnologias de celulose, papel e biomateriais localizado em Vancouver. A Suzano Ventures foi criada em 2022, com um orçamento inicial de US$ 70 milhões para contribuir com o desenvolvimento de startups no Brasil e no mundo.

Sobre a Suzano Ventures

A Suzano Ventures é o braço de venture capital da Suzano, a maior produtora mundial de celulose – principal matéria-prima para produtos de papel e embalagem que fazem parte das vidas de mais de 2 bilhões de pessoas em todo o mundo, em mais de 100 países. Investimos globalmente em empresas que são pioneiras em abordagens inovadoras para aproveitar a força das árvores, para ajudar a construir o futuro da bioeconomia. Estamos destinando um valor inicial de US$ 70 milhões para apoiar o desenvolvimento e o crescimento de empresas em quatro áreas de investimento: novas aplicações para biomateriais de eucalipto, embalagens sustentáveis, tecnologia florestal e remoção de carbono. Nossos investimentos estratégicos visam a criação de valor compartilhado, impulsionamos o crescimento das startups as quais, por sua vez, têm o potencial de ajudar a moldar o futuro do negócio da Suzano. Fornecemos às empresas do nosso portfólio capital, expertise técnica e insights de mercado, juntamente com acesso às nossas operações globais, cadeia de suprimentos e base de clientes, incluindo a capacidade de interagir com nossas centenas de cientistas engenheiros baseados nos centros de pesquisa e nas operações da Suzano em quatro continentes. www.suzanoventures.com

Sobre a Bioform Technologies

Fundada em 2021, a Bioform desenvolveu um método proprietário para fabricar alternativas de plásticos com base em hidrogéis reforçados com polpa de celulose de madeira em alta velocidade, modificando o maquinário existente para fabricação de papel e celulose. O processo de fabricação possui uma baixa pegada de carbono e pode produzir materiais altamente versáteis para substituir uma ampla variedade de plásticos de uso único. A Bioform Technologies desenvolveu filmes compostáveis e recicláveis que podem ser termosseláveis ou termoformados, dependendo da aplicação. A tecnologia principal da Bioform foi desenvolvida na Universidade de British Columbia pelos cofundadores Jordan MacKenzie, atual CTO da empresa, e Mark Martinez, Professor, Instituto de Bioprodutos, Universidade de British Columbia. Para mais informações, contate Chris Clark em [email protected]

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE