domingo, fevereiro 25, 2024
spot_img
HomeDestaqueTributo a Serginho Capixaba promete muito forró raiz no domingo (23)

Tributo a Serginho Capixaba promete muito forró raiz no domingo (23)

Irmãos Zanetti e Balada Sertaneja também sobem ao palco, em um evento que vai homenagear o fundador da banda Irmãos Capixaba. A vez é para quem curte arrasta pé, e muita diversão. “Simbora”, forrozeiros!

Publicidade


Muito forró raiz está prometido para este domingo, dia 23, a partir das 15h, no Cerimonial D´Venezia, no Tributo a Serginho Capixaba. As bandas, Balada Sertaneja e Irmãos Zanetti são os responsáveis para levar muita música boa para o salão de dança do local, tudo para homenagear o grande músico, Serginho Capixaba, fundador da banda, Irmãos Capixaba, que claro, faz parte da programação do evento.

Publicidade

A banda Irmãos Capixaba sobe ao palco com o filho de Serginho, João Lenonn, o irmão do homenageado, Maurílio, e ainda, Romildo Cabelo. “Vamos tocar todos os sucessos da banda, composições do Serginho, e o forró raiz que, o papai (Serginho) sempre adorou cantar. Será o show que dedicaremos exclusivamente a ele, uma tarde de forró com muita música boa, sanfona e alegria. Meu pai dedicou toda vida para levar alegria para as pessoas, e, se de alguma forma ele conseguir sentir ou ver essa energia, com certeza ele ficará feliz”, falou João Lenonn.

“A continuação da banda é um pedido do papai (Serginho). Ele pediu que continuasse a história que ele começou e dedicou toda sua vida, e que não deixasse seu legado morrer”

João Lennon, integrante da banda irmãos Capixaba e filho de Serginho Capixaba

De acordo com Lennon, a escolha das duas bandas para atuarem juntas com a Irmãos Capixaba, foi criteriosa. “A Balada Sertaneja é uma banda de forró formada por sobrinhos do meu pai, e Irmãos Zanetti, eles são muito amigos do papai, há mais de 30 anos. É uma amizade de longas datas, por isso que os escolhemos. O som vai ser para quem gosta de arrastar o pé, para quem sempre acompanhou este nosso forró raiz”, diz Lenonn, que ainda completa. “Foi meu pai quem me ensinou as primeiras notas no teclado, no acordeom, e, inclusive, quem me ensinou a cantar. A continuação da banda é um pedido dele. Ele pediu que continuasse a história que ele começou e dedicou toda sua vida, e que não deixasse seu legado morrer. Estamos atendendo este pedido dele, que para mim, é mais que uma honra”.

» Para homenagear Serginho, Irmãos Capixaba sobe ao palco com nova formação: Romildo Cabelo, João Lenonn e Maurílio

Mais uma novidade divulgada pelo filho do Serginho é que, há um trabalho em composição e em breve, será lançado e promete emocionar e fazer muita gente dançar. “Estamos gravando um EP em homenagem ao papai, e agora, no fim do ano, vai ser lançada uma música composta pelo Serginho, intitulada de “Gaiteiro Capixaba”, que será uma música gravada pelos irmãos Capixaba, com participação do rei do forró, Alemão do Forró”, narra.

Serginho Capixaba faleceu no último mês de agosto. O artista era casado Santa Pratti Rotta, com quem teve quatro filhos, a Ana, Jerri, Marília e João Lenonn, somando seis netos: Luiz Fernando, Mauro Henrique, Sérgio Daniel, Kaio Cezar, Isabelly e Heloísa.

Tributo a Serginho Capixaba
Cerimonial D’Venezia
23/10 – 15h
Ingressos: R$ 15 (Sandro Dance e Rosilda)

» Balada Sertaneja e Irmãos Zanetti também vão tocar muito forró raiz durante o evento

A história dos Irmãos Capixaba

A Banda Irmãos Capixaba foi formada em 1990 por Serginho Capixaba, junto com o irmão, o Jaime e Geraldinho (um amigo), ano em que gravaram o primeiro Vinil (LP), com o sucesso, “Eterna Paixão”. Em 1994, a banda foi formada pelos três irmãos, Serginho Capixaba, Jaime e Maurílio, que lançaram o segundo vinil (LP) do grupo, com vários sucessos, entre eles, a música “A Taiadela”, canção que estourou em todo Estado.

Desde 2011, a banda é formada por Serginho, Maurilio, Romildo e João Lenonn. Ao todo, a Irmãos Capixaba soma 12 álbuns gravados, com composições próprias e regravações, incluindo dois vinis.

» Serginho Capixaba fundou a banda em 1990

Casal se conheceu durante show da banda Irmãos Capixaba

“Em abril de 2003, eu fazia faculdade de Farmácia, no Rio de Janeiro e, vim para a tradicional Festa da Cidade, que acontecia no extinto parque de exposições, onde hoje é a Praça Ivo Lobo. No último dia da festa, no domingo, entre os shows, a banda Irmãos Capixaba estava tocando, e, foi quando conheci a minha esposa, a Tamara. Dançamos muito forró, e começamos a namorar ali. Foram sete anos de namoro. Em 2010, nos casamos. Passaram-se 12 anos, temos dois filhos, a Carolina e o Gabriel, e ainda, nos lembramos daquele dia. Irmãos Capixaba vai ficar para sempre em nossas vidas. Eu queria ter contado isso para o Serginho, mas não deu tempo, falei que iria a casa dele comer um churrasco e contar um segredo, infelizmente, não deu. Mas acho que ele ficaria feliz em saber disso, como não pude falar para ele, contei para o filho dele, o Jerri. O dia que minha esposa e eu nos conhecemos, vai ficar guardado para sempre conosco, e essa história, também”.
Biel Santana, farmacêutico e secretário Municipal de Saúde

ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE