quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_img
HomeDestaqueVeneciana completa 100 anos esbanjando alegria e longevidade

Veneciana completa 100 anos esbanjando alegria e longevidade

Hoje, a história a ser contada é de uma senhora muito fofa, agradável, e que só em olhar para ela, dá aquela vontade de abraçá-la. O enredo é sobre a dona Armanda Pettini de Assis, que completou 100 anos no último dia 24, com direito a comemoração, no Córrego do Refrigério, local onde aconteceu uma missa e depois, a festividade para exaltar o centenário dela, junto à familiares e amigos.

Publicidade

A centenária, que nasceu em 1923, viu a Segunda Guerra Mundial acontecer, a Ditadura Militar no Brasil, a eleição de tantos presidentes no Brasil e mundo afora, e, claro, o crescimento e a municipalização de Nova Venécia, já que a instalação oficial do município ocorreu em 26 de janeiro de 1954.

Publicidade

Dona Armanda nasceu no Córrego da Serra, é filha de Giuseppe Pettini, que era mais conhecido como Bepo, e de Eliza Boldrine, que vieram de Verona, na Itália, ele com 07 anos, ela com 04 anos de idade. Armanda Pettini é a caçula de seis irmãos.

A veneciana casou-se com Salvador de Assis (In Memória), mais conhecido como Dodô. E o matrimônio aconteceu no dia 13 de maio de 1946, em Nova Venécia, tendo como testemunhas, Onofre Leite e Geraldino Pettini. Da união, nasceram 11 filhos: Margarida, Carlos, Francisco, João, Maria Eliza, Rosária, Salvador, José Antônio, Rosângela, Giucélio, e Joilson, ainda, 18 netos e 22 bisnetos.

O casal e os filhos iniciaram a vida no Córrego do Refrigério, frequentando a comunidade católica de São Pedro. Dona Armanda, ou melhor, Dedê, que era como seu marido a chamava, é devota de São Pedro e justifica o motivo. “O Santo é conhecido por ter as chaves da porta do céu, nos recebendo após a morte. É preciso lembrar que, São Pedro é o Santo padroeiro dos pescadores, porque era pescador, e também, dos viúvos e viúvas, porque era viúvo, e dos porteiros, porque Jesus Cristo lhe confiou as chaves do Reino dos Céus”, fala.

Ali mesmo, na roça, seu Salvador era lavrador, meeiro, e junto ao marido, dona Armanda trabalhou muito, além de sempre ser dedicada à criação dos filhos e na administração do lar. Foi lá que, os filhos do casal estudaram na escola municipal, no mesmo local da igreja.

Depois de um tempo, de muita lida na roça, o casal conseguiu juntar dinheiro e construíram uma casa, no bairro Margareth.

Com o falecimento do esposo, e o casamento dos filhos, dona Armanda morava com o seu caçula, o Joilson, e há 15 anos, ela mora com sua filha, Maria Eliza e seu esposo, José, no bairro Iolanda, que são quem cuidam da dona Armanda, dando todo suporte, carinho, amor, cuidado necessário, e boa qualidade de vida.

A centenária, que ainda é muito vaidosa, não deixa de fazer as unhas, e traz consigo muitas qualidades, uma delas é prestativa, pessoa de bom coração, que sempre esteve disposta a ajudar a todos. É assim que é definida a dona Armanda, por sua família e quem a cerca.

Mesmo com 100 anos, dona Armanda não tem nenhum problema de saúde e, continua a vida de seu jeito simples, como sempre viveu. Quando perguntado a receita de tamanha longevidade, a matriarca responde. “Primeiramente a fé em Deus, a família. A amizade, o fazer o bem sem saber a quem, pois o saber não ocupa lugar, são coisas que nos ajudam a viver bem. Assim vivi e vivo a minha vida, tudo como Deus quer”, pontua.
Com tanta sabedoria e lucidez vinda da centenária, a família afirma que, terá para sempre em sua memória afetiva, todos os cuidados dedicados pela matriarca ao seu esposo, filhos, netos e bisnetos, que passaram a vida acostumados com aquela comidinha caseira vindas das mãos da dona Armanda, e, especialmente os netos, que jamais esquecerão daquela gelatina cor de rosa, sempre feita por ela.

Com uma história cheia de alegria e muita saúde, dona Armanda, feliz aniversário e, vida longa para a senhora, que é mãe de grande amigo nosso, o Joilson. Parabéns, é o que deseja, toda a equipe da Rede Notícia!

» Ao lado de alguns dos filhos, dona Armanda comemorou 100 anos
» Dona Armanda festejou o centenário junto aos netos
ARTIGOS RELACIONADOS
Anuncie Aqui!
Publicidade

EM DESTAQUE